São Paulo, quarta-feira, 15 de setembro de 2004

Texto Anterior | Próximo Texto | Índice

Ibope mostra empate técnico entre Serra e Marta em SP

DA REPORTAGEM LOCAL

Pesquisa do Ibope divulgada ontem à noite pela Rede Globo mostra que os candidatos José Serra (PSDB) e Marta Suplicy (PT) subiram na preferência do eleitorado e continuam polarizando a disputa pela Prefeitura de São Paulo. O tucano aparece com 36% das intenções de voto; a petista tem 34%. Como a margem de erro é de 2,8 pontos percentuais, para mais ou para menos, Serra e Marta estão tecnicamente empatados no primeiro lugar.
Os dois candidatos mantiveram a tendência de alta que havia sido registrada na última pesquisa do Ibope (realizada duas semanas atrás, entre os dias 28 e 30 de agosto) e se distanciaram ainda mais dos demais adversários. Serra tinha 24% em julho, 34% em agosto e, agora, tem 36%. Marta aparecia com 23% em julho, 30% em agosto e, no momento, aparece com 34% das intenções de voto.
Paulo Maluf (PP) continuou em terceiro lugar e tem 12%. O ex-prefeito manteve a tendência de queda: 21% em junho, 18% em julho e 14% no mês passado.
Constante no quarto lugar, Luiza Erundina (PSB) aparece com 4%. Nos levantamentos de junho e julho, a deputada federal aparecia com 9% das intenções de voto. Passou para 5% em agosto. Agora oscilou um ponto negativamente.
Os votos brancos e nulos, 6% em agosto, passaram para 5%. O universo dos que não sabem em quem votar ou que não responderam oscilou de 9% para 5%.

Horário eleitoral
"É bastante improvável que São Paulo não tenha segundo turno e que a disputa não seja entre José Serra e Marta Suplicy", afirma Márcia Cavallari, diretora-executiva do Ibope Opinião.
Ela chama a atenção para o fato de o crescimento de Serra ter sido acentuado a partir do horário eleitoral gratuito (aumento de dez pontos entre as pesquisas de julho e agosto) e ter sido menor agora (dois pontos). Marta, segundo Cavallari, vem crescendo de forma "constante e gradual".
Pesquisa Datafolha realizada na última sexta-feira e divulgada no domingo também mostrou a polarização da disputa paulistana, mas com Serra à frente de Marta: 37% a 33%. Apesar de a margem de erro ter sido de dois pontos, segundo o Datafolha, é estatisticamente improvável a hipótese de empate técnico.

Segundo turno
O Ibope também fez simulações de segundo turno. Serra sairia vitorioso tanto contra Marta como contra Maluf. O tucano venceria a prefeita por 54% a 38% e o ex-prefeito, numa folga ainda maior, por 70% a 18%.
A petista só se reelegeria se a disputa final fosse contra Paulo Maluf. No segundo turno, Marta Suplicy derrotaria o ex-prefeito por 55% a 31%.
Maluf tem a maior rejeição do eleitorado paulistano, com 49%. Logo em seguida vêm Marta e Erundina, cada uma com 29%. Entre os principais candidatos, a menor rejeição é a de Serra, 8%.
Nesse aspecto, quem chama a atenção são as duas candidatas. A rejeição de Marta caiu a cada pesquisa (41% em junho, 36% em julho, 31% em agosto e 29% agora) enquanto a de Erundina subiu (17%, 18%, 23% e 29%). Maluf e Serra apenas oscilaram dentro da margem de erro.
O Ibope ouviu 1.204 eleitores da cidade de São Paulo entre sábado passado e anteontem. A margem de erro é de 2,8 pontos percentuais. O levantamento foi registrado na Justiça Eleitoral com o número 004200104-SPPE.
(RICARDO WESTIN)


Texto Anterior: Outro lado: Assessor viaja como militante, afirma Genoino
Próximo Texto: Maia seria eleito já no 1 turno
Índice



Copyright Empresa Folha da Manhã S/A. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress.