Campinas, Quinta, 5 de agosto de 1999

Texto Anterior | Próximo Texto | Índice

SAÚDE
Verba extra de R$ 3,4 mi será liberada no próximo ano
Hospital da Unicamp recebe 50 leitos para os transplantes

free lance para a Folha Campinas

O Hospital de Clínicas da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) deverá receber, no início do próximo ano, R$ 3.440 milhões do governo federal. O repasse ao HC foi inserido no Orçamento da União de 99 por meio de emenda da bancada de São Paulo no Congresso.
O dinheiro será utilizado para aquisição de equipamento e obras, entre elas a construção de 50 novos leitos para o setor de transplantes do HC.
Apesar da construção de novos leitos, a administração do hospital ainda não tem previsão de quando vai reativar os 72 leitos fechados desde 1 de junho; 52 no HC e 20 no Caism (Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher).
O coordenador de Administração do HC, Marcelo de Carvalho Ramos, afirma que a verba conseguida do governo federal não pode ser usada para pagar funcionários e reativar os leitos.
Essa verba corresponde a 3% do orçamento anual do HC previsto para 99, de R$ 100 milhões.
A liberação do dinheiro depende ainda de o Ministério da Saúde aprovar os projetos técnicos dos investimentos. A previsão de Ramos é de que as obras sejam iniciadas no primeiro semestre de 2000.
O objetivo, com a transferência das unidades para fora do HC, é reduzir o trânsito nos corredores do hospital e evitar infecções. A administração do HC não forneceu os índices de infecção.
O diretor do Sindicato dos Trabalhadores da Unicamp, Angelo Rafael Barreto, critica a justificativa da administração para o fechamento dos leitos.



Texto Anterior | Próximo Texto | Índice


Copyright Empresa Folha da Manhã S/A. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Agência Folha.