São Paulo, domingo, 02 de julho de 2006

Texto Anterior | Próximo Texto | Índice

1 parque adaptado para deficientes em SP será aberto hoje

Na Vila Guilherme, antigo espaço para corridas de cavalo ganha brinquedos e trilhas para portadores de deficiência

Projeto prevê que, em 2007, área da Sociedade Paulista de Trote ofereça também serviços de eqüoterapia e treinamento de cão-guia


DA REPORTAGEM LOCAL

Uma área equivalente a 20 quarteirões na Vila Guilherme, zona norte de São Paulo, palco das antigas corridas de cavalo que divertiam paulistanos até a segunda metade do século passado, ganha a partir de hoje uma função bem mais nobre: será o parque do Trote, o primeiro da cidade concebido e adaptado para deficientes.
A inauguração da primeira fase, que custou R$ 3 milhões, ocorre hoje, às 11h, com shows de Originais do Samba, Dona Ivone Lara e Quinteto Preto no Branco, da Velha Guarda da Escola de Samba Unidos de Vila Maria e do grupo Revelação.
A idéia, diz a secretária Mara Gabrilli (Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida), é dar início a um plano mais amplo, que prevê adaptar outros parques da cidade, como o do Povo, na zona oeste. "É um conceito novo, com todo tipo de acessibilidade, equipamentos e, no futuro, oferta de serviços."
Gabrilli se refere à terceira fase, prevista para o início de 2007, quando será montado um serviço de eqüoterapia (com cavalos), principalmente para deficientes mentais. Também está previsto o treinamento de cães-guias, raro no Brasil.
Segundo Mara Gabrilli, a primeira exigência foi ter um terreno totalmente plano, que facilita os deslocamentos.
Todas as áreas concretadas contam com pisos especiais para permitir que as pessoas se desloquem sem risco de acidentes. Nas próximas semanas devem ser instaladas placas informativas em braile. Hoje, os panfletos distribuídos também terão versão com esse recurso.
Estão prontos equipamentos para deficientes, como brinquedos com rampas para cadeirantes, piso especial para deficientes visuais e bancos com espaço para cadeiras de rodas.
Foi montada ainda a trilha dos sentidos, pista para caminhadas com piso-guia, corrimão e jardim voltado a pessoas com deficiências de visão.
O projeto paisagístico escolheu plantas que possam ser identificadas principalmente pelo cheiro e pelo tato: há jardins com arruda, capim-santo, manjericão e alecrim. (JEC)

PQ. DO TROTE - av. Nadir Figueiredo, esquina com r. Chico Pontes


Texto Anterior: Mortes
Próximo Texto: Saúde/Dermatologia: Anvisa aprova pomada para tratar câncer da pele
Índice



Copyright Empresa Folha da Manhã S/A. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress.