São Paulo, quarta-feira, 10 de outubro de 2007

Texto Anterior | Próximo Texto | Índice

outro lado

Suspeito nega extorsão e diz ser honesto

DA REPORTAGEM LOCAL

O delegado Pedro Luís Pórrio disse ontem que "é um cara direito, um cara honesto". "Já fui ouvido aqui [na corregedoria], tem a minha declaração, tudo certinho. Foi feito um flagrante lá [em Campinas], uma interceptação [telefônica]. Está tudo redondinho. Tem papel, tem tudo o que você precisar."
Ao ser questionado se praticou ou não a extorsão, Pórrio disse: "Não, nada disso! Pelo amor de Deus. Fui ouvido porque foi feito um BO de irregularidade administrativa". A irregularidade ocorreu porque Pórrio não avisou a chefia da Polícia Civil de Campinas sobre a ação de seu grupo na cidade.


Texto Anterior: Delegado é suspeito de 2 caso de extorsão
Próximo Texto: Condições de prisões brasileiras serão denunciadas nos EUA
Índice



Copyright Empresa Folha da Manhã S/A. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress.