São Paulo, quarta-feira, 10 de outubro de 2007

Texto Anterior | Próximo Texto | Índice

Criminoso morre em tiroteio no centro de SP

Troca de tiros, na madrugada, envolveu ao menos dez criminosos e cinco PMs

O delegado do 77 DP suspeita que o grupo planejava assaltar garagem de transporte de valores da alameda Barão de Limeira

Apu Gomes/Folha Imagem
PMs retiram corpo de Mike Rosa Benedito de dentro de Celta prata; criminoso foi baleado em tiroteio e não resistiu a ferimentos

DA AGÊNCIA FOLHA
DA REPORTAGEM LOCAL

Um criminoso morreu e um PM foi ferido em tiroteio envolvendo mais de dez bandidos armados com fuzis e metralhadoras e cinco PMs, na madrugada de ontem, na al. Barão de Limeira (centro de São Paulo).
O delegado Albano David Fernandes, do 77 DP, suspeita que os criminosos planejavam roubar grande volume de dinheiro -na mesma rua há garagens de transporte de valores.
A PM prendeu em flagrante José Adriano da Silva, 29. Ele estava escondido dentro de um carro. Segundo a polícia, ele afirmou que havia sido chamado pelos criminosos apenas para dirigir o carro. A Folha não teve acesso a ele. No momento da prisão, a reportagem viu PMs o agredirem com tapas. Procurada, a polícia afirmou que irá apurar o caso.
Os disparos também atingiram paredes de imóveis e assustaram moradores. "Ouvi um barulho, como de marteladas na porta de aço. Pensei que estavam querendo invadir o estacionamento", diz o manobrista Eduardo Gama, 26. O local teve portões e carros perfurados por balas. O jornalista Alexandre Izzo, 36, mostrava na mão uma munição que atingiu a parede de sua sala, no segundo andar de um edifício próximo.
Em três automóveis ocupados pelos suspeitos, a PM apreendeu cinco armas, quatro coletes à prova de balas da PM e um distintivo da polícia.
O tiroteio ocorreu às 2h30, após denúncia anônima informar a PM que quatro carros com vidros escuros -dois Astra e dois Celta- estavam parados perto de uma esquina. Um Palio da Polícia Militar, com dois policiais, e uma Blazer da Força Tática, com três homens, foram ao local.
Quando os PMs se preparavam para a abordagem, dois ocupantes de um Celta e três de um Astra atiraram contra a polícia, diz o tenente Flávio Martinez. O soldado José Sabino Araújo Neto, 43, foi atingido e perdeu um dedo da mão.
Segundo a PM, Mike Rosa Benedito, 25, foi morto na troca de tiros. Ele carregava uma metralhadora, quando entrou num Celta, deu ré e bateu em um carro da polícia. Testemunhas disseram que os policiais atiraram diversas vezes contra o Celta, mas não souberam dizer se Benedito reagiu.
Um Astra branco foi utilizado pelos bandidos para fugir do cerco, mas foi alcançado perto da marginal Tietê. Segundo o frentista de um posto de gasolina, o veículo foi perseguido pela PM, que atirou nos seus pneus. Os três ocupantes fugiram a pé. (MARTHA ALVES, EDEVAL JR, ESTEVÃO BERTONI e KLEBER TOMAZ)


Texto Anterior: Visita: Temporão anuncia aumento do repasse à área de saúde de SP
Próximo Texto: Câmara dá aval para Kassab buscar investimento privado
Índice



Copyright Empresa Folha da Manhã S/A. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress.