São Paulo, segunda-feira, 26 de setembro de 2005

Texto Anterior | Próximo Texto | Índice

PANORÂMICA

SEGURANÇA

Presos da zona leste espancam policiais e fazem fuga em massa de delegacia

Presos da carceragem do 62 DP (Ermelino Matarazzo), na zona leste de São Paulo, espancaram os cinco policiais que estavam de plantão, roubaram a arma do delegado e fizeram uma fuga em massa na tarde de ontem. Segundo a polícia, 83 dos 89 presos conseguiram escapar. Até o final da tarde, apenas sete haviam sido recapturados.
Para fugir, os presos roubaram quatro automóveis de pessoas que passavam pela rua: duas picapes Pampa, uma perua Kombi e um Gol.
A carceragem, com capacidade para 25 pessoas, é uma das 21 que o governador Geraldo Alckmin (PSDB) promete desativar até outubro deste ano - outras 16 permanecerão para abrigar presos especiais ou em trânsito.
A promessa já foi adiada várias vezes pela gestão tucana, que havia marcado a desativação das carceragens para o final de 2004, depois para maio e, agora, para outubro. A Secretaria da Segurança diz que o fechamento das carceragens depende da construção de presídios.
Os policiais feridos foram socorridos no PS Ermelino Matarazzo, sendo logo liberados. Só um escrivão, com fraturas no nariz e numa clavícula, permaneceu internado. (DO "AGORA")


Texto Anterior: Frase
Próximo Texto: Violência: Funcionário de presídio assalta e é detido em SP
Índice



Copyright Empresa Folha da Manhã S/A. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress.