São Paulo, Quarta-feira, 01 de Dezembro de 1999


Envie esta notícia por e-mail para
assinantes do UOL ou da Folha
Texto Anterior | Próximo Texto | Índice

FUTEBOL
Atacante da Inter de Milão sofre, na França, cirurgia no joelho
Ronaldo é operado e só volta a jogar em 5 meses

FÁTIMA GIGLIOTTI
de Paris

O atacante Ronaldo sofreu ontem, em Paris, uma intervenção cirúrgica no tendão rotular do joelho direito, que se rompera em 21 de novembro, quando a Inter goleou o Lecce, por 6 a 0.
A operação foi realizada pela equipe do médico Gérard Saillant, especialista em tratamento de tendão, o mesmo que atendera o piloto Michael Schumacher, após acidente sofrido pelo alemão no GP da Inglaterra, e, nos anos 80, o também piloto Clay Regazzoni, acidentado nos Estados Unidos.
Eric Rolland, que trabalha com Saillant, e Piero Volpi, médico da Inter de Milão, acompanharam a cirurgia, que teve duração aproximada de uma hora.
Ronaldo chegou a Paris anteontem à tarde, em avião fretado, em clima de sigilo total, mantido pela diretoria da Inter. Segundo Rodrigo Paiva, assessor de imprensa do jogador, o objetivo foi "evitar especulações da imprensa".
Acompanhado pela noiva, a modelo Milene Domingues, e pelo fisioterapeuta Nílton Petrone, o Filé, Ronaldo submeteu-se a exames na própria segunda-feira, passou a noite no hospital, e entrou ontem na sala de cirurgia, onde recebeu anestesia geral.
De acordo com o assessor do atleta, ele não só estava sem dores na semana que antecedeu a operação, como poderia ter feito outro tipo de tratamento -a fisioterapia tradicional. "Mas a cicatrização poderia levar mais tempo", afirmou Paiva.
Logo após a operação, quando Ronaldo já havia sido liberado para voltar para o quarto, o médico da Inter declarou, em um comunicado oficial, que a intervenção ocorreu de maneira satisfatória.
O jogador, no entanto, permanece no hospital em Paris até a próxima segunda-feira, quando retorna para Milão.
Na Itália, ele deve ficar até a retirada dos pontos, a ser realizada após um período de 15 dias da realização da cirurgia.
Em seguida, embarca para o Brasil, onde quer passar as festas de final de ano.
O casamento com Milene, que está grávida de quase cinco meses, será em 24 de dezembro, no Rio de Janeiro.
Em janeiro, Ronaldo terá que voltar para Paris, onde fará novos exames supervisionados por Saillant. Durante esse período, deve se submeter a um processo de reeducação pós-operatório, baseado em contínua aplicação de gelo no local da cirurgia e no uso de uma joelheira rígida.
Após 45 dias da operação, iniciará o tratamento de mobilização do joelho e da rótula, acompanhado de ginástica. Na fase seguinte, terá de fazer exercícios na piscina para estimular o aumento da atividade muscular. E só então, provavelmente em abril, poderia voltar a treinar com bola.
Segundo Saillant, o prazo de recuperação do jogador é de cerca de cinco meses após a cirurgia -nesse caso, portanto, só deverá participar de partidas de futebol a partir de maio.
O médico explicou que todos os cuidados são necessários para garantir a cicatrização plena da cirurgia e frear a vontade de Ronaldo de voltar a jogar o mais rapidamente possível. "Sabemos ser grande", afirmou o médico.


Texto Anterior: Tênis - Thales de Menezes: Na hora da decisão
Próximo Texto: Inter prende jogador para recuperação
Índice



Copyright Empresa Folha da Manhã S/A. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Agência Folha.