São Paulo, segunda-feira, 04 de maio de 2009

Próximo Texto | Índice

ASTROLOGIA

BARBARA ABRAMO - barbara.abramo@grupofolha.com.br

Cenário astral sinaliza que razões da realidade sobrepujam força de sonhos e ideais.
Lua cheia: 9/5

ÁRIES (21 mar. a 20 abr.)
Tendência astral de ontem continua até o início da tarde; que tal aproveitar esse tempo para organizar gavetas, limpar armários, acabar com um hábito ruim? Vai ter efeito duradouro! À tarde, apesar de certa irritação no ar, você se sentirá melhor. Arte e quebra de rotina cabem superbem.

TOURO (21 abr. a 20 mai.)
Ótimo dia para colocar limites devidos na irresponsabilidade de filhos, ou acatar o dever de orientar uma equipe exibindo seu conhecimento técnico. Esses são exemplos de como aproveitar do melhor modo as energias astrais sisudas da manhã. Depois do almoço, dúvida: amor ou amizade?

GÊMEOS (21 mai. a 20 jun.)
Semana começa sob vibração de responsabilidades, encargos grandes a cumprir. Você pode adaptar sua agenda: até o começo da tarde, bote ordem em casa, distribuindo tarefas e sendo rigoroso no cumprimento da sua parte. Depois, ligue-se pra valer nos projetos caros ao coração.

CÂNCER (21 jun. a 21 jul.)
Astral bom para estudar a fundo um tema bem prático ou inteirar-se melhor sobre o funcionamento de um instrumento ou método pela manhã. Escolha muito bem as palavras para não se incumbir de responsabilidades que não são suas. À tarde, inquietude inclina a acidentes.

LEÃO (22 jul. a 22 ago.)
Assuntos financeiros podem acabar com sua alegre disposição para a vida até por volta das 14h. Evite tratar disso nesse horário. Deixe as reuniões para a tarde. Adie competições, provas e concursos pra depois das 15h. Minúcias podem comprometer seu desempenho, aumente sua destreza.

VIRGEM (23 ago. a 22 set.)
Cuide mais de você hoje. Diminuir o ritmo é prova de sabedoria. Cuidar da saúde idem, inclusive de maneira bem concreta. Busca por qualidade e ordem ajuda você a se sentir melhor. À tarde, o cansaço pode ter ido embora, mas a sensibilidade ainda estará forte. Proteja-se dos chatos!

LIBRA (23 set. a 22 out.)
Hoje não é dia para hesitações, postergações, muita conversa. É dia de se aplicar em pelo menos um dos seus inúmeros projetos ou ideais geniais. Aplicar-se criteriosamente, respeitando cada passo, para apresentar nos próximos dias algo digno de aplausos. Trabalhe nos bastidores hoje.

ESCORPIÃO (23 out. a 21 nov.)
Sinalize aos seus amigos que você está empenhado de verdade em um plano conjunto, em causa comum, e faça isso por meio de ações concretas, diligentes, exímio estrategista que é. À tarde, oscilações entre Lua e Urano perturbam ritmo amoroso e social. E você, rebelde, quer liberdade.

SAGITÁRIO (22 nov. a 21 dez.)
Tire a manhã para acertar pormenores com colegas e chefes de trabalho. É melhor contar com fraca receptividade às suas iniciativas. Assim, você não vai se decepcionar tanto. Mantenha a agenda elástica para se adaptar ao inesperado. Turbulência em sua paz doméstica é possibilidade.

CAPRICÓRNIO (22 dez. a 20 jan.)
Acerte com um parceiro, de uma vez, se você vai ou não empreender uma viagem, ou resolva com um consultor se há necessidade de uma ação judicial específica, ou converse com um mestre pra acertar de uma vez sua participação numa universidade. À tarde, a poesia falará mais alto.

AQUÁRIO (21 jan. a 19 fev.)
Imprescindível adaptar-se à realidade de parceiros, clientes, sócios e companheiros de projetos e empreitadas. Sem esse compromisso claro, você continua livre, mas sem recursos para ir adiante. Recursos são o tema espinhoso do dia. Não gaste seu dinheiro hoje. Pode ser um grande erro.

PEIXES (20 fev. a 20 mar.)
Um dia bom para você se sentar com seu parceiro e estabelecer novas regras. Faça isso com ótimo resultado até o início da tarde e seja feliz em seu intento! À tarde vai ser mais difícil controlar altos e baixos emocionais, mas você ainda tem a saída de canalizar criatividade para a arte.


Próximo Texto: Filmes
Índice



Copyright Empresa Folha da Manhã S/A. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress.