São Paulo, sexta, 8 de janeiro de 1999

Texto Anterior | Próximo Texto | Índice

RESTAURANTE CRÍTICA
Gero Caffè, citação informal do Fasano

JOSIMAR MELO
especial para a Folha

Era o que faltava para a família Fasano completar o espectro de ofertas gastronômicas para a cidade: servir sanduíches e pratos rápidos dentro de um shopping. Na outra ponta de uma constelação que tem como estrela maior o Fasano, abriu em dezembro o Gero Caffè. Com suas mesas espalhadas escancaradamente na entrada do shopping Iguatemi.
Se o contraste pode parecer gritante, um olhar mais atento mostrará que há muito em comum entre essa e as outras casas da família (são mais duas, o Gero, italiano, e o franco-italiano Parigi).
Por exemplo, a pertinência na escolha do cardápio, que sempre tem novidades (mesmo que sejam na verdade o resgate de velhos pratos); a formação da equipe, com profissionais sempre colhidos entre os que de melhor há no mercado; a capacidade de conferir charme a ambientes de arquitetura inspirada -mesmo que às vezes polêmica ou descuidada de certos detalhes; o dom de trazer uma clientela abastada e sedenta de glamour, mesmo que nos corredores de um shopping.
Mas a familiaridade do Gero Caffè também está em retomar um traço que pertenceu à tradição dos restaurantes mantidos pela família ao longo deste século: a oferta de petiscos, que no passado foram apetitosas coxinhas e risoles, servidos nos elegantes chás oferecidos nos vários endereços por que passaram na cidade.
No Gero Caffè pode-se portanto fazer uma paradinha apenas para um lanche, que no entanto será abastecido por fórmulas mais italianas: sanduíches feitos no pão ciabatta, no pão de miga ou de fôrma (com ótimos recheios de carnes, frios e queijos); focaccie; e várias opções de bruschetta (pão italiano grelhado com coberturas -como creme de alcachofra ou rúcula, bresaola e queijo brie).
Mas vale também uma refeição completa (embora acompanhada de poucas opções de vinho), em que imperam as massas -da lasanha com molho de alcachofra e mussarela ao penne all'arrabbiata (molho de tomate, azeitona e pimenta vermelha). Não sem percalços: o cliente pode se deparar com um risoto muito cozido, com um filé mignon passado demais ou um faisão à milanesa em que a carne batida finíssima é brutalmente soterrada por espessas camadas de pão, único gosto a sobreviver. A casa cheia deve atazanar o serviço e ajudar a perverter os pontos de cozimento. Mas, assim mesmo, quem resistirá a conhecer esta citação informal do velho Fasano?


Restaurante: Gero Caffè
Cotação: regular / $$
Onde: shopping Iguatemi (av. Brig. Faria Lima, 2.232, tel. 813-8484)
Quando: diariamente, 12h/23h
Cozinha: italiana, ao lado de petiscos e sanduíches com a grife Fasano
Ambiente: como o de um café na praça, mas em pleno corredor do shopping
Serviço: competente, mas atribulado
Cartão: todos
Quanto: sanduíches, R$ 8 a R$ 14; antepastos e saladas, R$ 5 a R$ 30; massas e risotos, R$ 16 a R$ 23; pratos quentes, R$ 13 a R$ 24; sobremesas, R$ 5 a R$ 7




Texto Anterior | Próximo Texto | Índice


Copyright Empresa Folha da Manhã S/A. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Agência Folha.