São Paulo, quinta-feira, 09 de junho de 2005

Texto Anterior | Próximo Texto | Índice

PANORÂMICA

ERUDITO

Manuscritos inéditos de Bach e de Haendel são encontrados na Alemanha
Dois manuscritos com obras inéditas dos compositores alemães Johann Sebastian Bach e Georg Friedrich Haendel foram encontrados durante uma restauração nos arquivos da biblioteca Anna Amalia, de Weimar, e da Biblioteca Nacional da Baviera, em Munique, segundo informaram fontes das instituições.
A obra de Bach (1685-1750), em duas páginas manuscritas datadas de outubro de 1713, corresponde a uma composição até agora desconhecida, escrita para comemorar o 52 aniversário do duque de Weimar. Trata-se de uma composição sobre uma poesia de 12 estrofes feita por Johann Anton Mylius.
Os manuscritos de Bach foram achados por acaso nos arquivos da biblioteca de Weimar, que, em setembro do ano passado, foi parcialmente destruída por um incêndio.
A obra de Haendel (1685-1759) é a cantata "Crudel Tiranno Amor", em uma versão para soprano e cravo, que estava em uma coleção de John Christopher Smith, um colaborador próximo do compositor.
Especialistas certificaram a autenticidade das obras, de acordo com os responsáveis.


Texto Anterior: "Louise Bourgeois": Stoklos se refaz em nome de outra
Próximo Texto: Literatura: Americana Shriver vence o Prêmio Orange
Índice


Copyright Empresa Folha da Manhã S/A. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress.