São Paulo, quinta-feira, 26 de outubro de 2006

Texto Anterior | Próximo Texto | Índice

CELEBRIDADE

Durante entrevista, Madonna culpa mídia por confusão

DA REPORTAGEM LOCAL

Em sua primeira entrevista sobre a adoção do bebê do Malauí de 13 meses, para a apresentadora americana Oprah Winfrey, Madonna se disse surpresa com o furor que o assunto causou.
No programa, que ainda não foi ao ar, ela culpa a mídia pela controvérsia que a adoção gerou e disse que agiu conforme as leis, segundo algumas pessoas que estavam na platéia.
Uma delas, Sheryl Lewis, disse que a cantora ficou surpresa ao saber que o pai da criança, Yohane Banda, havia dito não ter percebido que estava abrindo mão de seu filho "para sempre".
"Ela disse que encontrou com o pai, que o olhou nos olhos", disse Lewis. Madonna também teria dito que teve "aprovação oral e escrita, e agora a mídia afetou" Yohane Banda.

Repercussão
O comitê consultor de direitos humanos de 67 organizações do Malauí deu início a uma ação judicial alegando que pais adotivos deveriam residir no Malauí durante pelo menos um ano e meio.
O pai de David disse à revista "Time" que, apesar de tudo, não irá contestar a adoção. "Eu não quero que o meu filho, que já foi embora, volte. Eu estaria matando o seu futuro", ele teria dito.
Ele também teria alegado que, inicialmente, pensava que Madonna só "educaria e cuidaria do nosso filho".
"Nunca me disseram que a adoção do David significa que ele não é mais meu filho. Se eu soubesse disso, eu não teria permitido que a adoção acontecesse".
Madonna viajou ao país africano Malauí no dia 4 de outubro com Guy Ritchie, seu marido. Eles passaram oito dias visitando orfanatos que ela custeia com a instituição de caridade "Raising Malawi".
Ela também está construindo um orfanato para 4.000 crianças em uma vila perto da capital, Lilongue.


Com agências internacionais

Texto Anterior: Frase
Próximo Texto: Música: Partitura de Mozart paga imposto inglês
Índice


Copyright Empresa Folha da Manhã S/A. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress.