Ribeirão Preto, Quinta-feira, 07 de Maio de 2009

Texto Anterior | Próximo Texto | Índice

SÃO CARLOS

Empresa demite 300 e leva a produção para Minas Gerais

COLABORAÇÃO PARA A FOLHA RIBEIRÃO

A Cardinali, fabricante de tubos e conexões estabelecida há 45 anos em São Carlos, vai fechar sua unidade no município e transferir a produção para Pouso Alegre (MG). Com isso, 300 funcionários serão demitidos.
Desde segunda-feira, os trabalhadores da Cardinali estão em licença remunerada, que acaba no dia 11.
Segundo o diretor do Sindicato dos Químicos de São Carlos e região, Orlando Carboni Filho, boatos do fechamento começaram no início do ano, mas foram, então, desmentidos pela empresa. "Eles omitiram a verdade."
No domingo, Carboni disse ter sido chamado por dirigentes da Cardinali para o anúncio das demissões e o fim das atividades.
Segundo ele, o sindicato tenta negociar benefícios para os trabalhadores, como manutenção do plano de saúde, cesta básica por mais três meses e qualificação profissional. "Vai ser muito difícil arranjar emprego na atual conjuntura", disse ele, que afirmou ter procurado a prefeitura para negociar a permanência da empresa -sem sucesso.
A unidade foi adquirida em 2006 pela Gold, uma empresa do grupo Tigre, que informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que a Cardinali é um investimento de sócios ligados à Tigre, mas não faz parte do grupo.
Na sede da empresa, em São Carlos, a informação era que os diretores estavam reunidos e só iriam se pronunciar na próxima semana.


Texto Anterior: Economia: JP receberá R$ 3 milhões para modernizar parque industrial
Próximo Texto: Foco: Comércio de Ribeirão prevê estagnação nas vendas do Dia das Mães
Índice



Copyright Empresa Folha da Manhã S/A. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress.