São Paulo, domingo, 08 de julho de 2007

Texto Anterior | Próximo Texto | Índice

Cartas

Vectra aquecido
"No ano passado, comprei um Vectra usado na Sandrecar. Antes de terminar a garantia, o carro superaqueceu. Já voltei nove vezes à revenda. Cansado de esperar, levei meu carro a um mecânico de confiança. Ele disse que o motor tem consertos malfeitos. Tentei negociar com a Sandrecar, pois o orçamento do mecânico foi de R$ 7.000. A revenda disse apenas que o caso foi encaminhado para o departamento jurídico."
Paulo Coutinho (São Bernardo do Campo, SP)

Resposta da Sandrecar - "Todos os problemas apontados foram sanados sem qualquer ônus para o cliente, mesmo após o fim da garantia. Não podemos indenizá-lo em R$ 7.000, pois o motor foi desmontado quatro meses depois da última passagem por nossa oficina."

Réplica do leitor - "Eles têm de reconhecer que me venderam um carro em péssimo estado."

Pajero ultrapassado
"Se compararmos o Mitsubishi Pajero Sport vendido aqui e o modelo comercializado nos EUA, veremos que o carro brasileiro está ultrapassado. Lá, o modelo foi substituído pelo Endeavor em 2005 e custa a metade do preço do modelo vendido no Brasil. Eu acho que o consumidor brasileiro precisa conhecer o comportamento da Mitsubishi no país."
Harald Moor (Rio de Janeiro, RJ)

Resposta da Mitsubishi - "Informamos que o Mitsubishi Endeavor é um utilitário esportivo produzido para o mercado americano. Lá, a linha Pajero é chamada de Montero. Portanto, trata-se de veículos com diferentes especificações e preços, além da diferença tributária entre os dois países."

Atendimento Fiat
"Comprei uma Palio Weekend 2005/06 com 15.000 km. O primeiro problema ocorreu no conjunto de embreagem, que não parava de trepidar. Fui à Ventuno fazer a primeira revisão e pedi que verificassem a embreagem. Segundo eles, era um problema de fabricação da peça. Liguei para a fábrica, que informou ter resolvido o problema. A revenda me ligou informando que, caso não fossem detectados problemas na embreagem, eu teria de pagar pela análise técnica do conjunto. A Fiat confirmou que eu deveria arcar com os custos da revenda. Não sabia que uma empresa poderia cobrar do cliente para descobrir o problema do seu próprio produto."
Adrian Pretel (São Paulo, SP)

Resposta da Fiat - "O veículo está fora da garantia, e o cliente não autorizou a análise técnica do conjunto de embreagem."


VEÍCULOS - al. Barão de Limeira, 425, 4 andar, CEP 01202-900, São Paulo-SP, fax 0/xx/11/3224-3362, e-mail: veiculos@uol.com.br Não serão consideradas mensagens eletrônicas com figuras ou arquivos anexados. Os documentos enviados devem incluir nome completo, endereço, telefone e e-mail.

Texto Anterior: Câmbio manual deixa 307 SW mais barata e mais esportiva
Próximo Texto: Após 50 anos, Fiat traz Cinquecento mais potente e caro
Índice


Copyright Empresa Folha da Manhã S/A. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress.