'Café com Canela' lança olhar afetivo ao Recôncavo Baiano

Crédito: Divulgação A atriz Aline Brunne em cena do filme 'Café com Canela
A atriz Aline Brunne em cena do filme 'Café com Canela'

LÚCIA MONTEIRO
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA

CAFÉ COM CANELA (ótimo)
DIREÇÃO Glenda Nicácio, Ary Rosa
ELENCO Valdinéia Soriano, Aline Brunne e Babu Santana
PRODUÇÃO Brasil, 2017, classificação indicativa não informada

Escolhido para abrir, nesta sexta (19), a 21ª Mostra de Tiradentes, "Café com Canela", primeiro longa de Glenda Nicácio e Ary Rosa, traz imagens pouco vistas na tela grande.

Ambientado no Recôncavo Baiano, tem como protagonistas duas mulheres negras: Violeta (Aline Brunne), jovem que se garante na venda de coxinhas de receita ancestral, e Margarida (Valdinéia Soriano), sua antiga professora. Comum a ambas, a experiência do luto estrutura a trama.

Os realizadores, formados em cinema pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, lançam olhar afetivo para as paisagens e personagens das cidades de São Félix e Cachoeira, onde vivem.

Premiado no Festival de Brasília, o filme tem como trunfo as excelentes performances do elenco. Aline Brunne e Valdinéia Soriano brilham tanto no desempenho de gestos cotidianos e ritualísticos, quanto nos bem construídos diálogos, por vezes de sonoridade literária.

Outro ponto forte são as ousadas rupturas com o registro realista. A montagem, que estilhaça o tempo cronológico, confere suspense à narrativa, enquanto efeitos especiais quase artesanais acentuam os sentimentos vividos.

Veja o trailer de 'Café com Canela'

Potencializado pela trilha sonora, o filme encontra as imagens e os sons justos para transmitir a intensidade de momentos de alegria e dor.

A certa altura, Margarida explica como se sente quando vai ao cinema: "É como mergulhar de cabeça numa experiência que você nem sabe onde vai dar", diz. "Quando o filme acaba, tudo fica diferente. Vazio. Aquele que sentou na poltrona nunca mais vai levantar. E aquele que levanta é novo, é outro."

Não seria exagero dizer que "Café com Canela" consegue tal proeza, transformando seus espectadores.

Com 102 títulos exibidos em sessões grátis, a Mostra de Tiradentes vai até o dia 27. O homenageado desta edição é o ator Babu Santana, que integra o elenco de "Café com Canela" e participou de produções como "Estômago" (2007) e "Tim Maia" (2014).

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.