Compositor premiado, Jóhann Jóhannsson morre aos 48 anos

Associated Press

O premiado compositor e produtor islandês Jóhann Jóhannsson morreu aos 48 anos. Ele ficou conhecido por combinar sonoridades eletrônicas a orquestrações clássicas em trilhas sonoras de filmes como "A Teoria de Tudo" (2014), "Sicario: Terra de Ninguém" (2015) e "A Chegada" (2016).

Tim Husom, empresário de Jóhannsson, anunciou que ele foi encontrado morto na sexta-feira (9), em seu apartamento, em Berlim. A causa da morte ainda é desconhecida.

O compositor Jóhann Jóhannsson exibe o Globo de Ouro conquistado pela trilha sonora do filme "A Teoria de Tudo", em 2015 - Jordan Strauss/Invision/AP

"Perdi um amigo que foi um dos mais talentosos músicos e uma das pessoas mais inteligentes que eu conheci", Husom declarou neste sábado (10).

Natural de Reykjavík, na Islândia, Jóhannsson começou a carreira na música como guitarrista de rock. Ele foi premiado com o Globo de Ouro em 2014, pelo trabalho no filme "A Teoria de Tudo", além de ter recebido indicações para o Grammy e Oscar neste mesmo ano.

No ano seguinte, o músico foi indicado ao Oscar pelo filme "Sicario: Terra de Ninguém". A trilha de "A Chegada" (2016) rendeu a ele indicações ao Globo de Ouro, BAFTA e Grammy. As duas produções são do diretor canadense Denis Villeneuve. Seu último trabalho foi no filme "Maria Madalena", estrelado por Rooney Mara e Joaquin Phoenix, com previsão de estreia para março deste ano.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.