TV Quase, do 'Choque de Cultura', conquista público com humor absurdo

Além do 'Choque', trupe de oito assina 'Falha de Cobertura' e 'O Último Programa do Mundo'

Marina Consiglio
São Paulo

​No YouTube, o programa “Choque de Cultura” exibe motoristas de van a debater seriamente produções cinematográficas, como “2001 - Uma Odisseia no Espaço” e “A Forma da Água”, com afirmações que ficam no limite entre o lugar-comum e o nonsense.

Entre os comentários aos vídeos, um, inconformado, se destaca: “Claramente são atores”. Mas, em 2016, quando a atração entrou no ar, no canal do site Omelete, seu humor absurdo era ainda obscuro para parte do público.

Os atores —e roteiristas, editores e diretores— do “Choque de Cultura” são um grupo de oito colaboradores que formam a TV Quase.

Daniel Furlan, Juliano Enrico, Raul Chequer e David Benincá —que trabalham juntos desde a época da Quase, revista de humor e quadrinhos que deu origem ao grupo, em 2002— se somaram a Caito Mainier, Leandro Ramos, Pedro Leite e Fernando Fraiha. Praticamente todos se dividem entre as funções.

 

Apesar do estranhamento inicial, o quadro conquistou fãs fervorosos, que espalham pela internet as frases absurdas dos personagens.

Logo, o sucesso se estabeleceu: o episódio final da segunda temporada, com a cobertura do Oscar 2018, foi um programa exibido ao vivo por cinco horas, que acumula mais de 900 mil visualizações na plataforma de streaming.

Agora, a atração só volta a ser exibida em dezembro.

ALÉM DO ‘CHOQUE’

Os membros da Quase, a revista, estrearam na MTV em 2013 como atores e VJs. A emissora deu carta branca para a produção do “O Último Programa do Mundo”, espécie de talk show que fazia piada com o fim da própria MTV e que depois migrou para a Fox.

Foi quando a marca da Quase como produtora de conteúdo audiovisual começou a se firmar. O episódio final do programa foi ao ar nas redes do grupo na quarta (4).

Foi também na MTV que surgiu o embrião do “Falha de Cobertura”. Desde 2014 o grupo produz a mesa redonda futebolística, cuja nova temporada deve estrear no YouTube antes da Copa —há ainda um projeto de filme a partir do programa.

Também é criação deles a animação “Irmão do Jorel”, primeira produção original do Cartoon Network feita no Brasil, com nova temporada com estreia prevista para o segundo semestre. 

Boa parte da equipe também está em “Décimo Andar”, sitcom de 2016 que o Canal Brasil tornou disponível em streaming na última semana.

Com rostos mais conhecidos, alguns membros têm garantido presença em filmes. 

Caito, por exemplo, será visto neste ano em “Chorar de Rir” e “Uma Quase Dupla”. 

Já Furlan, que fez “TOC: Transtornada Obsessiva Compulsiva” (2017) com Tatá Werneck, acaba de ser eleito melhor ator por “La Vingança” (2017) pelo público do Festival Sesc Melhores Filmes.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.