Em clima sossegado, Jota Quest embala público na Chácara do Jockey

Temer com chifres e outras figuras foram alvo de crítica à corrupção em telão no palco

Eduardo Moura
Jota Quest se apresenta na Chácara do Jockey durante a Virada Cultural
Jota Quest se apresenta na Chácara do Jockey durante a Virada Cultural - Eduardo Moura/Folhapress

Última atração da Chácara do Jockey, o Jota Quest levou cerca de 9.000 pessoas para o gramado do local, na tarde deste domingo (20), segundo a Guarda Civil Metropolitana. Eram jovens, idosos, além de famílias com crianças pequenas e cachorros.

Sem tumulto, muitos estenderam cangas para se deitar no chão.

O clima foi bem sossegado. De acordo com a GCM, o consumo de bebida alcoólica foi cerca de oito vezes menor no domingo do que na noite de sábado.

A banda mineira tocou músicas como “Na Moral”, “Amor Maior”, “Encontrar Alguém” e “Mais Uma Vez”, além de outras que integram o disco mais recente do grupo, “Jota Quest Acústico”.

Chifrinhos

Além de uma foto de Michel Temer com chifrinhos de diabo desenhados, imagens de Lula, Eduardo Cunha, José Dirceu e outros políticos foram exibidas no telão do palco onde o Jota Quest encerrou a programação na Chácara do Jockey.

Por ser a última a se apresentar, a banda pôde exceder a apresentação em mais de 30 minutos além do tempo planejado e fechou com a música “Do Seu Lado”.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.