Descrição de chapéu música

Favorita, cantora israelense Netta vence festival de música Eurovision

Com a canção 'Toy', ela superou concorrentes de 25 países na final em Lisboa

A cantora Netta, de Israel, na final do Eurovision - Armando Franca/Associated Press
São Paulo

A cantora Netta Barzilai, 24, venceu, na noite deste sábado (12), em Lisboa, a final do 63º Eurovision Song Contest. Com a música "Toy", a representante de Israel já era a favorita nas casas de apostas, ao lado de  Eleni Foureira, do Chipre, que acabou em segundo lugar com sua "Fuego". Áustria ficou em terceiro.

Além de Israel e Chipre, outros países de fora da Europa participaram da competição, como Austrália, Armênia e Azerbaijão. Neste ano, foram 43 países, sendo que 26 chegaram à final deste sábado (12). O programa foi transmitido por emissoras de TV para mais de 50 países e também ao vivo via YouTube.

Antes do anúncio do vencedor, cuja decisão cabe a um corpo de jurados de cada país e ao público votante, Caetano Veloso cantou com Salvador Sobral a balada "Amar pelos Dois". A canção do português venceu a edição de 2017.

Netta Barzilai é vencedora do reality show "A Próxima Estrela" e conquistou os israelenses com seu estilo extravagante e vocais fora do comum. No refrão da música, Netta faz uma espécie de cacarejo após entoar o refrão "I'm not your toy/ your stupid boy" (não sou seu brinquedo, seu garoto estúpido). 

Neste ano, a carioca Laura Rizzotto, 23, representou a Letônia na competição, mas acabou eliminada.  

Poucos brasileiros participaram do Eurovision. Uma delas, Miriam Christine Borg, nascida em Santo Antônio do Descoberto (Goiás), representou Malta em 1996.

Outra com laços com o Brasil foi Hanna Dresner-Tzach, que nasceu em Israel, mas viveu no Rio de Janeiro dos 5 aos 13 anos. Ela representou Israel em 1973 e 1977.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.