Na Virada, Xande de Pilares incentiva plateia a dançar para espantar frio

Durante o show, o cantor fez um discurso feminista e foi ovacionado pela plateia

Alessandra Braz
São Paulo

O show de Xande de Pilares, ex-vocalista do grupo Revelação foi o responsável por levantar as cerca de 500 pessoas que enfrentaram o frio e principalmente o vento, na Arena Corinthians, durante a Virada Cultural.

Com muito bom humor e uma série de pot-porris dos grandes sucessos, Xande incentivou a plateia a dançar para espantar o frio. 

No palco, cantou uma série de sambas e pagodes do grupo Revelação e de outros sambistas, como "Deixa Acontecer", "Eu te Quero Só Para mim", "Grades da Paixão", "Faixa Amarela" e "Vacilão", os dois últimos de Zeca Pagodinho. Foi na introdução desta última música que aconselhou às pessoas que bebem a beber apenas um tipo de bebida na noite e disse "se acabar a cerveja, vá para casa!".

Ele também falou do perigo de dirigir alcoolizado e pediu que as pessoas sempre busquem alguém para ajudar na volta para casa. Mas foi quando soltou um discurso feminista que foi ovacionado. 

"Quando a gente vai ao altar e diz sim a uma mulher, a gente sabe da responsabilidade que é. Não é que o casamento é uma prisão, mas é bom saber da responsabilidade do casal. Até porque vai sair um menino ou uma menina dali. E se sair uma menina... Nenhum pai gosta de ver a filha esculachada na mão de marmanjo. Por isso, vamos respeitar as filhas dos outros! Vamos tratar bem as mulheres! Se você não tem condição de ser fiel, então fica solteiro", disse o cantor. 

Após o discurso, cantou a música "Mulher Traída" lançada em 2012.

Xande também cedeu espaço no palco para a cantora Eliana de Lima, que cantou sambas de sua autoria, como "Desejo de Amar" e prestou homenagem a radialista Gleides Xavier, 50, que morreu esta semana após ter uma infecção por pneumonia. Ela era conhecida como "rainha do samba". 

O carioca também prestou homenagem a grandes nomes do samba, quando retornou ao palco e cantou Almir Guineto, com "Conselho", "Acreditar" e "Sonho Meu" de Dona Ivone Lara, e finalizou o show no palco na Arena Corinthians, às 18h49 com "Samba de Arerê", do grupo Revelação. 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.