Descrição de chapéu Anitta música funk

Capixaba Silva faz as pazes com a cultura brasileira em novo álbum

Cantor lançou o disco 'Brasileiro', que reúne parcerias com Arnaldo Antunes e Ronaldo Bastos

Cantor Silva
Cantor e músico capixaba Silva, que lança o álbum 'Brasileiro' - Wilmore Oliveira/Divulgação
Victoria Azevedo
São Paulo

"Derrubaram a palmeira do bicho" / Bob diz, tudo bem /Nunca vi um sabiá por aqui /Eu já me perguntei /Como a gente vai ser brasileiro /Não abrace o desdém /Muita gente não gosta daqui".

O cantor, multi-instrumentista e produtor capixaba Silva, 29, se inspirou na "Canção do Exílio", de Gonçalves Dias, para introduzir a música "Nada Será como Era Antes", que abre seu novo álbum, "Brasileiro", que chega às lojas físicas a partir de segunda (4). Nas plataformas digitais, o disco foi lançado na última sexta (25).

Apesar da obra do poeta nacionalista ser um louvor ao Brasil, Silva reconhece os tempos turbulentos e critica os brasileiros (inclusive parentes seus, que foram morar em Miami) que resolvem ir embora sem ajudar o país.

Ainda assim, ele optou por focar energias positivas no novo CD, para que as pessoas pudessem encarar a realidade com mais esperança.

"Problemas políticos vão passar e a música vai ficar. Não estou a fim de registrar essas coisas ruins", diz, ressaltando que, ainda assim, ironias e críticas estão contidas nas letras.

Ele confessa ter sido atingido pelo complexo de vira-lata de alguns brasileiros de hoje, que acreditam que, musicalmente, o que vem de fora é melhor. "É importante ter identidade cultural. Somos um povo muito rico". Um dos alicerces do disco é o livro "O Povo Brasileiro", de Darcy Ribeiro.

A ideia de "fazer as pazes com o ser brasileiro e explorar isso a fundo" extrapolou a temática do CD e fez com que o artista revesse até a forma como se vestia --largou o "estilo europeu" e passou a se sentir confortável usando cores.

Sonoramente, afirma ter feito o possível para não "seguir tendência e moda", tentando criar uma obra que não soasse datada e buscando ressaltar elementos orgânicos.

Nas 13 faixas, é aprofundada a ideia do cancioneiro brasileiro envolto de pop, surgido no CD "Silva Canta Marisa" (2016), no qual entoa temas de Marisa Monte. Ele passeia por MPB, samba, bossa nova e elementos percussivos, sem deixar de lado os sintetizadores.

Delas, oito foram feitas em parceria com seu irmão Lucas Silva, uma com Ronaldo Bastos ("Ela Voa"), outra com Arnaldo Antunes ("Milhões de Vozes") e uma última de Dé Santos ("Prova dos Nove"). Há ainda duas instrumentais.

Anitta está no pop melódico "Fica Tudo Bem". A ideia da participação é da gravadora. "Eles pediram para eu fazer uma lista. Ela estava no topo".

Liricamente, continua com a sua marca registrada falando de amor, mas, desta vez, introduz elementos da natureza.

O álbum termina com "Brasil, Brasil": "Onde é que fica o Brasil? /Brasil, Brasil /Quem conhece o Brasil? /Ouvi dizer /Que é um lugar bem bom pra se morar /Quem mora lá /Não quer nem viajar".

Brasileiro

  • Quando Nas plataformas digitais desde sexta (25) e em lojas físicas a partir de segunda (4)
  • Preço R$ 24,90
  • Gravadora Slap/Som Livre
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.