Descrição de chapéu

Carisma de pianista domina documentário 'Shut Up and Play the Piano'

Atração do In-Edit Brasil mostra a vida de Chilly Gonzales, músico e gênio da autopromoção

Compositor Chilly Gonzales
O canadense Chilly Gonzales em cena do documentário ‘Shut Up and Play the Piano’ - Rapid Eye Movies/Divulgação
André Barcinski

Shut Up and Play the Piano

  • Quando Na programação do Festival In-Edit Brasil. Dom. (10), às 19h, e sab. (16), às 15h
  • Onde CineSesc (r. Augusta, 2.075, Cerqueira César, no domingo) e Cinemateca Brasileira - Sala BNDES (largo Sen. Raul Cardoso, 207 - Vila Clementino, no sábado)
  • Produção Inglaterra, Alemanha, 2018
  • Direção Phillip Jedicke

O pianista Chilly Gonzales ficou conhecido do grande público por seu trabalho em "Random Access Memories" (2013), do duo eletrônico Daft Punk. O disco ganhou um Grammy como melhor lançamento do ano, e o Daft Punk fez questão de incluir Gonzales entre os 22 artistas responsáveis pelo trabalho.

O pianista agradeceu com seu habitual humor cínico: "Ganhei um Grammy por um solo de 44 segundos!".

O documentário "Shut Up and Play the Piano", atração do Festival In-Edit Brasil com exibição neste domingo (10), traz um perfil interessante de Gonzales, ou melhor, de Jason Beck, seu nome verdadeiro.

Filho de judeus húngaros que emigraram para os Estados Unidos na Segunda Guerra, Beck teve uma infância privilegiada: o pai fundou uma das maiores empresas de construção civil do Canadá.

O irmão mais velho, Christophe Beck, é um famoso compositor de trilhas sonoras ("Se Beber, Não Case", "Frozen").

Desde pequeno, Jason mostrou talento em duas áreas distintas: era um pianista muito acima da média e um gênio da autopromoção.

Compositor Chilly Gonzales
Chilly Gonzales em ‘Shut Up and Play the Piano’ - Rapid Eye Movies/Divulgação

Nos anos 1990, liderou a banda de rock Son, que teve relativo sucesso no Canadá, mas se destacou mesmo no fim daquela década, ao iniciar um trabalho musical com uma conterrânea chamada Merrill Beth Nisker, mais conhecida pelo pseudônimo de Peaches.

Jason e Merril, já rebatizados de Chilly e Peaches, mudaram-se para Berlim e fizeram sucesso na cena de música eletrônica local.

Desde então, Jason/Chilly vive se reinventando: lançou discos solo de piano, trabalhou com orquestras, apresentou programas de TV sobre música clássica e pop e trabalhou com artistas tão diferentes quanto Drake, Jane Birkin, Charles Aznavour e Daft Punk.

"Shut Up and Play the Piano" é dominado pela presença carismática de Gonzales. O filme não traz grandes revelações sobre a vida pessoal ou as ideias do artista e se limita a contar sua história sem grandes polêmicas.

O bom é que a carreira dele é tão rica e interessante que o filme nunca parece apenas uma peça de propaganda.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.