Morre Steve Ditko, cocriador do Homem-Aranha

Recluso, o artista tinha 90 anos e foi encontrado em seu apartamento, em Manhattan

Steve Ditko, desenhista e roteirista norte-americano que ajudou a criar os primeiros quadrinhos do homem-aranha
Steve Ditko, desenhista e roteirista norte-americano que ajudou a criar os primeiros quadrinhos do homem-aranha - Marvel Comics/Divulgação
Nova York

Steve Ditko, artista da Marvel que apresentou ao mundo as teias e o uniforme vermelho e azul do Homem-Aranha e o visual psicodélico do Doutor Estranho, teve a morte confirmada por autoridades na sexta (6). Ele tinha 90 anos.

Segundo a polícia, Ditko foi encontrado em seu apartamento em Manhattan no dia 29/6 e foi declarado morto. Nenhum detalhe foi divulgado na ocasião.

Ditko, junto a Stan Lee, lançou o personagem Peter Parker e seu alter ego, o Homem-Aranha, no ano de 1962, na 15ª edição da revista Amazing Fantasy. Um ano depois, foi a vez de Doutor Estranho, o cirurgião que se tornou um super-herói com poderes metafísicos, ser apresentado.

Logo o Homem-Aranha se tornaria um dos heróis mais queridos e indispensáveis do universo da Marvel, e o Doutor Estranho, um membro permanente do panteão da editora.

 
As histórias dos dois foram transformadas em superproduções cinematográficas e ambos tiveram papéis essenciais no filme “Vingadores: Guerra Infinita”, um dos maiores sucessos de 2018.

“A família Marvel lamenta a perda de Steve Ditko”, afirmou Dan Buckley, presidente da Marvel Entertainment. “Ele transformou a indústria e o Universo Marvel e seu legado nunca será esquecido.”

Enquanto Lee abraçou a fama e o status de gênio criativo entre os fãs de quadrinhos, aparecendo em convenções e fazendo pontas nos filmes da Marvel, Ditko era uma pessoa reclusa e admirada pelos fãs mais fervorosos.

Filme "Homem-Aranha: De Volta ao Lar" (2017), com o personagem cocriado por Steve Ditko - Divulgação

Muitos deles elogiaram sua obra e influência na sexta (6).

“Obrigado, Steve Ditko, por deixar a minha infância ainda mais esquisita”, disse o escritor Neil Gaiman, no Twitter. “Muitas vezes copiado. Nunca igualado. Eu sei que sou uma pessoa diferente porque ele estava no mundo”.

Ditko nasceu em Johnstown, na Pensilvânia (EUA), em 1927. Ele serviu ao Exército americano na Segunda Guerra Mundial e começou a trabalhar com quadrinhos na década de 1950, em Nova York, onde conseguiu trabalhar como desenhista na Atlas Comics, a empresa que se tornaria a Marvel anos depois.

Ele manteve um estúdio em Manhattan até sua morte, mas não tinha parentes vivos e era extremamente recluso.

Associated Press
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.