Artista Marina Abramovic é agredida com tela na Itália

Agressor usou pintura para bater na cabeça de Abramovic; diretor de museu diz que artista está bem

A artista sérvia Marina Abramovic na abertura da exposição "Terra Comunal", no Sesc Pompeia, em 2015 - Bruno Poletti/Folhapress
Roma | Associated Press

Um homem acertou a cabeça da artista performática sérvia Marina Abramovic com uma tela em um museu de Florença, na Itália.

Neste domingo (23), o diretor do Palazzo Strozzi, Arturo Galansino, publicou uma foto ao lado de Abramovic para informar que "está tudo bem". Galansino também é o curador da mostra, uma retrospectiva da carreira da artista.

Segundo a imprensa italiana, a pintura usada no ataque é um retrato da artista sérvia feito pelo agressor.

Galansino disse que Abramovic, conhecida por usar seu corpo como meio de expressão artística, gostaria de perguntar ao agressor o motivo do ataque. A polícia ainda investiga o caso.

O jornal italiano Corriere della Sera afirma que o suposto agressor ficou nu em público recentemente duas vezes em Florença —em uma das ocasiões, ele se deitou sobre notas falsas de dólar.

A exposição com obras de Marina Abramovic fica em cartaz até janeiro de 2019.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.