Escultura que homenageia a comunidade LGBT é vandalizada em São Paulo

Obra do arquiteto Guto Requena, instalada no centro da cidade, teve parte elétrica danificada na última semana

São Paulo

Uma escultura em homenagem à comunidade LGBT, assinada pelo arquiteto e designer Guto Requena, foi vandalizada em São Paulo na madrugada da última quinta-feira (4). Os suspeitos ainda não foram identificados.

A instalação, localizada na praça da República, no centro da cidade, teve toda sua parte elétrica danificada, com fios e lâmpadas internas roubadas, além das laterais pichadas e destruídas.

Requena projetou a instalação com o objetivo de aproximar as pessoas do universo LGBT, que completa 40 anos de ativismo na cidade em 2018.

Escultura do arquiteto Guto Requena no centro de São Paulo.
Escultura do arquiteto Guto Requena vandalizada no centro de São Paulo. - Guto Requena

“Meu Coração Bate Como o Seu", como foi batizado o memorial, é parte do trabalho do arquiteto em parceria com a Prefeitura de São Paulo e o canal National Geographic, que financiou todo o projeto juntamente com a empresa Intel.

A instalação possui tubos com as cores da bandeira LGBT e, nas partes que permite as pessoas sentarem, reproduz sons dos batimentos cardíacos de ativistas da comunidade.

Escultura do arquiteto Guto Requena no centro de São Paulo
Escultura do arquiteto Guto Requena no centro de São Paulo - Guto Requena

Segundo conta Requena, que estima o valor de R$ 30 mil para a reconstrução da instalação, os ataques são de cunho homofóbico. “O país anda violento demais, então não tenho dúvidas de que o vandalismo feito com a minha obra tenha sido com um propósito de atingir a comunidade LGBT."

O arquiteto não pretende prestar queixa na Justiça. 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.