Descrição de chapéu Crítica

'Cadáver' engrossa caldo de extremo sucesso dos filmes de terror

Longe de ser uma produção ambiciosa, filme está mais alinhado com obras de orçamento modesto

Thales de Menezes
 

Cadáver

  • Classificação não informada
  • Elenco Shay Mitchell, Grey Demon, Stana Katic
  • Produção EUA, 2018
  • Direção Diederik van Rooijen

O gênero terror é uma constante montanha-russa. Alterna momentos de alta, quando produções destinadas a assustar a plateia emplacam bilheterias polpudas, com fases decadentes. Nesses períodos de baixa, o filão costuma se restringir a sangrentos filmes de jovens incautos perseguidos por monstrengos variados.

“Cadáver” chega num período de extremo sucesso do gênero. É um raro momento em que qualquer investida numa história apavorante parece destinada a faturar muito, mirando as hordas adolescentes nos cinemas de shopping.

Longe de ser uma produção ambiciosa como os recentes “It - A Coisa” e “Hereditário”, o filme está mais alinhado com obras inventivas de orçamento mais modesto, como “Corra!” e “A Morte te Dá Parabéns”.
Os produtores de “Cadáver” são da mesma equipe que há dois anos lançou outra preciosidade de baixo custo, “O Homem nas Trevas”, que chegou até a liderar as bilheterias americanas.

Cena do filme "Cadáver"
Cena do filme "Cadáver" - Divulgação

Os dois filmes compartilham um clima claustrofóbico, adequado ao necrotério onde a policial Megan Reed terá uma experiência aterradora.

Em processo de reabilitação de alcoolismo, ela presta serviço comunitário no local. Lá, Megan vai se deparar com o corpo deformado de uma jovem. A morte da garota ocorreu durante uma tentativa de exorcismo. Não é preciso esperar muito para descobrir que o demônio que tinha possuído a moça ainda está por ali.

As cenas do ritual chegam a impressionar, mesmo com a abundância de narrativas de esforços contra possessões que frequentam os cinemas desde o clássico “O Exorcista” (1972).

A intérprete de Megan é facilmente reconhecida por jovens fãs de séries. Ela é Shay Mitchell, uma das protagonistas adolescentes de “Pretty Little Liars”, hit por sete temporadas na TV. Outro rosto do elenco que vem das séries é Stana Katic, musa de “Castle” e “Absentia”.

“Cadáver” pode dar fôlego à carreira das atrizes e também ao diretor holandês Diederik van Rooijen, que parece saber colocar medo na plateia.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.