Rapper Mac Miller morreu por overdose de cocaína e álcool, segundo legista

Ex-namorado de Ariana Grande tinha lançado novo álbum poucos dias antes de morrer

Los Angeles

O rapper americano Mac Miller, famoso por seu hip hop retrô e suas canções sobre a ex-namorada Ariana Grande, morreu devido a uma mistura fatal de drogas e álcool, informaram médicos legistas de Los Angeles, nesta segunda (5).

O músico de 26 anos, cujo nome de batismo era Malcolm McCormick, foi encontrado morto em sua casa em Los Angeles em 7 de setembro. A causa de sua morte estava sob investigação. 

O instituto forense anunciou que McCormick morreu "por toxicidade de mistura de drogas": o poderoso opioide fentanil, cocaína e álcool foram encontrados em seu organismo. 

"A morte foi certificada como um acidente", continuou.

Nascido em Pittsburgh, na Pensilvânia, e ex-namorado da estrela pop Ariana Grande, ele havia lançado seu mais recente álbum "Swimming", poucos dias antes de sua morte e estava pronto para começar uma nova turnê. 

"Te adorei desde o dia em que te conheci, quando tinha 19 anos, e sempre adorarei", escreveu Ariana Grande em uma postagem emotiva no Instagram depois da morte do ex-namorado. 

"Falamos sobre isso tantas vezes. Estou tão furiosa, tão triste que não sei o que fazer", completou a cantora. 

McCormick havia falado abertamente sobre os vícios e sua música muitas vezes tratava de sua depressão e do uso de drogas.

AFP
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.