Chris Brown deixa cadeia em Paris e diz: 'Essa vagabunda está mentindo'

Mulher acusa rapper americano de tê-la estuprado em um hotel na capital francesa

O rapper americano Chris Brown
O rapper americano Chris Brown - Fadel Senna/AFP
São Paulo

O rapper americano Chris Brown foi liberado nesta terça (22) pela polícia francesa, que o mantinha detido desde segunda (21), depois que uma mulher não identificada registrou um boletim de ocorrência acusando o músico de tê-la estuprado em um hotel.

Brown foi solto, por enquanto, sem acusações formais. Mas o promotor responsável pelo caso disse que a investigação continua. O estupro teria acontecido na semana passada.

 

Logo após ser libertado, o rapper fez um post em seu perfil no Instagram negando as acusações.

"Essa vagabunda está mentindo", escreveu. "Isso é muita falta de respeito com minha filha e minha família. E é contra meu caráter."

A mulher que acusa o músico diz que o encontrou em uma casa noturna perto da avenida Champs-Élysées, na capital francesa, e depois foi convidada para o hotel Mandarin Oriental, onde Brown estava hospedado.

Ela disse ter sido atacada em um momento no qual estava sozinha em um quarto. E também acusa um amigo e o segurança de Brown de estuprá-la também.

A promotoria afirmou que mais duas pessoas envolvidas no caso foram interrogadas e liberadas sem acusações formais, mas não especificou se foram os outros dois acusados.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.