Cineasta argentina Lucrecia Martel dirigirá novo espetáculo de Björk em NY

Show vai combinar música ao vivo, tecnologias digitais e projeções

Buenos Aires | Reuters

A multipremiada diretora de cinema argentina Lucrecia Martel dirigirá o novo espetáculo musical da cantora islandesa Björk no The Shed, um novo espaço artístico de Nova York.

“Sinto-me muito orgulhosa de poder trabalhar junto com uma das mulheres mais inovadoras do mundo da música. Colaborar em um show de Björk é um passaporte para o século 22”, disse após o anúncio Lucrecia, diretora de “O Pântano” (2001), “A Menina Santa” (2004) e “A Mulher sem Cabeça” (2008).

Cineasta Lucrecia Martel na pré-estreia do seu longa "Zama", em São Paulo
Cineasta Lucrecia Martel na pré-estreia do seu longa "Zama", em São Paulo - Keiny Andrade/Folhapress

O espetáculo, chamado “Cornucópia”, utilizará arranjos musicais ao vivo, tecnologias digitais e projeções visuais deslumbrantes e contará com um coro e um grande elenco musical que inclui o grupo de flautas Viibra.

Serão oito apresentações, que acontecerão entre 6 de maio e 1º de junho de 2019 e inaugurarão a sala The McCourt do novo centro cultural The Shed.

Lucrecia, cineasta de 52 anos nascida na província de Salta, no norte argentino, recebeu a proposta após o sucesso de crítica de seu último filme, “Zama” (2017), baseado em um romance do seu compatriota Antonio Di Benedetto.

O The Shed, espaço cultural que abrirá as portas no dia 5 de abril, foi construído diante do porto de Manhattan e conta com um projeto arquitetônico inovador pelas possibilidades oferecidas por seus espaços móveis.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.