Descrição de chapéu Cinema

Estúdio pode cortar cena gay de filme sobre Elton John

Diretor estaria sob pressão por causa de classificação indicativa

Taron Egerton em cena de 'Rocketman', de Dexter Fletcher
Taron Egerton em cena de 'Rocketman', de Dexter Fletcher - Divulgação
São Paulo

Um trecho de cerca de 40 segundos de "Rocketman",  aguardada cinebiografia sobre Elton John, podem ser cortados da versão final. O motivo? Eles mostram o cantor, vivido por Taron Egerton, e seu empresário e amante, interpretado por Richard Madden, juntos e pelados numa cama. 

As informações são do jornal britânico The Guardian, que atribui os detalhes ao tabloide Daily Mail. 

Segundo a publicação, a cena em questão mostra Egerton e Madden deitados, com as nádegas de fora, mas não traz a descrição de um ato sexual em si. Ainda de acordo com o periódico, o diretor Dexter Fletcher estaria sob pressão do estúdio Paramount para deletar o trecho para que o filme receba classificação indicativa de apropriado para maiores de 13 anos nos Estados Unidos. 

Elton Johh, entretanto, teria dado carta branca aos realizadores do filme para que mostrassem o que bem entendessem, não importando qual fosse a classificação indicativa final da obra. 

Fletcher foi quem assumiu a direção de "Bohemian Rhapsody", lançado no ano passado, após a demissão de Bryan Singer, que causou tumultos no set e foi chamuscado por denúncias de ter cometido abuso sexual no passado. O filme, biografia sobre a banda Queen, rendeu o Oscar de melhor ator para Rami Malek. 

“Rocketman”, que deve ser lançado em maio, se anuncia como uma viagem lisérgica e nada linear na carreira de Elton John, um dos maiores recordistas em vendas de discos da história.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.