Masp tem filas no primeiro dia gratuito de mostra sobre Tarsila do Amaral

Exposições sobre modernista e sobre Lina Bo Bardi faz visitantes se amontoarem no vão-livre

Fila no Masp para ver mostras de Tarsila do Amaral e Lina Bo Bardi nesta terça (9)

Fila no Masp para ver mostras de Tarsila do Amaral e Lina Bo Bardi nesta terça (9) Danilo Verpa/Folhapress

São Paulo

​​Uma fila se formou desde cedo no vão-livre do Masp e se manteve durante toda a tarde desta terça-feira (9).

O espaço, no térreo do prédio construído pela arquiteta Lina Bo Bardi na avenida Paulista, reuniu visitantes para ver principalmente duas mostras em cartaz no museu: "Tarsila Popular", sobre a a modernista Tarsila do Amaral, e "Lina Bo Bardi: Habitat", com produções da arquiteta.

Como o Masp não cobra entrada às terças-feiras, as exposições estavam com ingressos gratuitos. No total, 4.845 pessoas passaram pelo local nesta terça, que foi o primeiro dia gratuito desde que as duas mostras entraram em cartaz, na última sexta-feira (5).

Para efeito de comparação, a terça-feira da semana passada recebeu por volta de 2.500 visitantes durante todo o período em que o museu esteve de portas abertas, das 10 às 20h.

Com forte apelo popular, a programação vem aumentando o fluxo no Masp. De sexta (5) a domingo (7), 7.200 pessoas passaram pela instituição. No mesmo período da semana anterior, o local recebeu 2.700 pessoas.

Em "Tarsila Popular", 92 trabalhos da artista são expostos. Com curadoria de Fernando Oliva e Adriano Pedrosa, a mostra exalta os aspectos sociais, políticos e raciais discutidos na obra de Tarsila —destaque para o primeiro andar, que exibe "Abaporu", "Antropofagia" e "A Negra", espécie de santíssima trindade do modernismo da artista.

Já "Lina Bo Bardi: Habitat" exibe outras faces do trabalho da arquiteta, como projetos, móveis e até empreitadas editoriais.​

Lina Bo Bardi, Tarsila do Amaral

  • Quando Qua. a dom.: 10h às 18h. Ter.: 10h às 20h. Até 28/7
  • Onde Masp - av. Paulista, 1.578, tel. (11) 3149-5959
  • Preço R$ 40
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.