Troye Sivan faz show dançante no Lollapalooza e se empolga com o público

Emocionado, cantor também falou sobre ser LGBTQ, e plateia respondeu com protestos contra Bolsonaro

São Paulo

O sol já começava a descer quando Troye Sivan subiu ao palco Adidas do Lollapalooza. A quantidade de público reunido por ele já era um dos maiores do primeiro dia do festival, mas a relação entre o artista e plateia também foi diferente: Sivan foi ovacionado em praticamente todo o show, e não foi raro ver fãs em lágrimas aparecendo no telão.

Em cima do palco, o cantor sul-africano radicado na Austrália faz um pop dançante e de fácil assimilação, com flertes com o R&B. Conhecido também pela carreira no cinema (ele interpretou o jovem Wolverine em “X-Men: Origins”), Sivan já coleciona alguns hits. Músicas como “Lucky Strike”, “Youth”, “Bloom” e “1999”, já estão na boca do público.

 

Antes de o show começar, já se ouvia os xingamentos a Jair Bolsonaro. Apesar de não ser novidade até então no festival, o protesto aconteceu repetidas vezes na apresentação. Isso porque o cantor de 23 anos —assim como grande do seu público— faz parte de um dos grupos mais atacados pelo presidente, o LGBTQ.

“Escrevi essa música sobre ser homossexual e vejo muitos gays orgulhosos na plateia”, ele disse antes de puxar a emotiva “Heaven”. “Não é fácil ser LGBTQ no mundo. Vendo plateias como vocês, com bandeiras do orgulho LGBTQ, me sinto fortalecido”.

Visivelmente empolgado com a situação, Sivan disse estar vivendo uma das melhores semanas de sua vida. Contou que visitou o Beco do Batman, em São Paulo, na noite anterior, disse estar “desacreditado” com o que estava vendo e jurou amor à plateia. “Queria que a minha família estivesse aqui para ver isso”, assumiu.

Com apenas dois discos, Troye Sivan ainda não possui um repertório forte o suficiente para manter a animação em alta durante todo o show. Ele compensa com danças e virtuosas performances vocais. O apelo com os brasileiros foi evidente. “Sabe a cena final do [filme sobre o Queen] ‘Bohemian Rhapsody’? É assim que eu me sinto agora”, disse, antes de encerrar com “My My My”.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.