Coleção apresenta obra de Rembrandt, mestre na arte da luz e sombra

Artista holandês pintava cenas da elite holandesa como 'A Ronda Noturna'

Otávio Tronco
São Paulo

O artista holandês Rembrandt Harmenszoon van Rijn, ou só Rembrandt, será tema do mais recente livro da Coleção Folha Pintores para Crianças que estará disponível a partir do próximo domingo (26).

Laura e Lucas, nossos entusiastas mirins das artes visuais, vão desembarcar na Holanda do século 17 para conhecer mais sobre a história desse notório retratista de estilo barroco.

Os Países Baixos passavam por um período de grande desenvolvimento econômico entre 1606 e 1669, quando viveu o pintor. Neste cenário, surgiu uma elite comercial.

‘Tempestade no Mar da Galileia’, de Rembrandt
‘Tempestade no Mar da Galileia’, de Rembrandt - Reprodução

Esse novo grupo com grande poder econômico valorizava a posse de um retrato feito por um grande artista. Eles consideravam isso um grande diferenciador social e foi nesse contexto que Rembrandt ganhou notoriedade, sendo comissionado para realizar esses trabalhos.

O artista pintava cenas da elite holandesa como “A Ronda Noturna”, em que mostra a guarda civil de Amsterdã na época, ou mesmo “A Lição de Anatomia do Doutor Tulp”, que representa um médico dissecando o braço de um defunto em frente a uma turma de alunos concentrados.

Seu repertório de obras, porém, não se restringe somente a retratos encomendados por mecenas. Rembrandt também pintou paisagens, cenas bíblicas e muitos e muitos autorretratos.

As obras de Rembrandt são marcadas pela clara diferenciação entre luz e sombra, característica que, junto a outras, rendeu a ele o título de um dos mais importantes pintores barrocos da Europa.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.