Descrição de chapéu Cinema

Produzido por brasileiro, 'The Lighthouse' vence prêmio da imprensa em Cannes

No longa, Robert Pattinson e Willem Dafoe têm de cuidar de um farol na região da Nova Inglaterra

Cannes (França)

Produzido pelo brasileiro Rodrigo Teixeira​, o longa de terror “The Lighthouse”, do americano Robert Eggers, foi o vencedor do prêmio da crítica na seção paralela Quinzena dos Realizadores, em Cannes.

Em preto e branco, o filme é um dos mais falados da atual edição do festival e traz Robert Pattinson e Willem Dafoe no papel de dois sujeitos que têm de cuidar de um farol na região da Nova Inglaterra, no século 19.

A atmosfera lúgubre é convite para Eggers explorar com maestria a escalada da tensão psicológica entre os dois, digna dos melhores contos góticos de Edgar Allan Poe.

O título tem parte de seu financiamento custeado pela produtora paulista RT Features.

 
A vitória se soma à de “A Vida Invisível de Eurídice Gusmão”, do cearense Karim Aïnouz, que foi eleito o melhor filme segundo o júri da seção Um Certo Olhar, que integra a programação oficial da mostra francesa de cinema.

A Fipresci, federação que reúne críticos do mundo inteiro, ainda concedeu a “It Must Be Heaven”, de Elia Suleiman, o prêmio de melhor título da competição. Com tom cômico, a obra reverbera discussões sobre identidade a partir da perspectiva do diretor, que é palestino.

O diretor palestino Elia Suleiman durante coletiva de imprensa do longa "It Must Be Heaven", na 72ª edição do Festival de Cannes
O diretor palestino Elia Suleiman durante coletiva de imprensa do longa "It Must Be Heaven", na 72ª edição do Festival de Cannes - Laurent Emmanuel/AFP

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.