'Eu deveria ter ficado com o trono', diz ator brasileiro de 'Game of Thrones'

Lino Facioli comentou, em tom de brincadeira, o retorno do seu personagem Robin Aryn no último episódio da série

Manoella Smith
São Paulo

Quando tinha sete anos, Lino Schmidek Facioli chorou na escola porque seu cachorro de estimação imaginário tinha morrido. "Eu era muito dramático", conta. A assistente da professora achou que ele precisava de uma consulta psicológica, mas sua mãe preferiu inscrevê-lo no teatro.

E foi graças à escola de atuação que Facioli participou da audição para “uma nova série de fantasia medieval”, que se tornou no fenômeno “Game of Thrones”. O ator, que completa 19 anos em julho, interpretou Robin Arryn, um menino tirano, que ele descreve como “completamente louco e bizarro”.

Ele aparece na primeira temporada, depois retorna na quarta e tem uma última aparição na sexta, antes da volta no último episódio.

Nascido em Ribeirão Preto, interior de São Paulo, o ator se mudou para Londres aos quatro anos com a família.

 

Na sua primeira sequência, o personagem aparece em uma cena polêmica em que é amamentado pela mãe Lysa Arryn (Kate Dickie). “Não foi a coisa mais normal do mundo, mas foi menos estranho do que parece”, diz. A passagem foi gravada com uma prótese de silicone imitando um seio e o “bigodinho de leite” foi feito com maquiagem branca.

“No fim faz parte do personagem e interpretar Robyn me deu liberdade porque não precisava me preocupar em ser carismático, não tinha medo do ridículo”, completou.

Depois da morte de sua mãe, Lysa Arryn, o personagem perdeu relevância na trama e, após sua participação na sexta temporada, não apareceu mais. Facioli só retornou no último episódio, como Protetor do Leste e Senhor Supremo do Vale de Arryn.

Como em sua última aparição o ator tinha 14 anos, os fãs se surpreenderam com a mudança na sua aparência. “Acordei com mil notificações no celular, muita gente tentando falar comigo e as pessoas começaram a me reconhecer na rua”, contou o ator, que antes não sentia nenhuma mudança em sua vida por participar do seriado.

O brasileiro conta que só descobriu o desfecho completo da trama durante as gravações, realizadas em Sevilha, na Espanha, em maio do ano passado. No começo da série, os atores recebiam o roteiro completo, mas foi diminuindo gradualmente. “Na última temporada eu só recebi as cenas em que eu participava”, contou.

Apesar de toda a expectativa em torno do fim, Facioli não teve dificuldades em guardar o segredo. “Eu não podia contar, mas os meus amigos também não queriam spoilers”.

"Eu acho que Robin deveria ter ficado com o trono", disse em tom de brincadeira. "Acabou bem para o Bran", em referência ao personagem Brandon Stark, interpretado por Hempstead-Wright, que é amigo de Facioli. "Éramos os únicos meninos da mesma idade e ficamos muito próximos."

Até para Facioli a série acabou rápido demais. Apesar do tempo médio de 72 minutos cada um, a última temporada teve apenas seis episódios. Assim como muitos fãs, ele disse que gostaria de ter visto mais coisa acontecer, mas reconhece que não é um trabalho fácil criar um fim que agrade a todos. “Há muita tensão em terminar uma série tão grande e adorada em poucos episódios.”

O ator brasileiro terminou a escola no ano passado e quer se dedicar à carreira. Agora ele participa das gravações de uma nova série para um serviço de streaming.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.