Descrição de chapéu Cinema

Sem protesto e sem Sonia Braga, Kleber Mendonça exibe 'Bacurau' em Cannes

Três anos após 'Aquarius', diretor prefere não encampar ato político como o de 2016

Equipe do filme brasileiro 'Bacurau', apresentado em Cannes

Equipe do filme brasileiro 'Bacurau', apresentado em Cannes nesta quarta (15) Stephane Mahe/Reuters

Guilherme Genestreti
Cannes (França)

O repeteco do protesto no tapete vermelho não veio.

Ao retornarem para o Festival de Cannes com o filme "Bacurau", três anos após "Aquarius", os diretores Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles preferiram não encampar nenhum ato político como o que fizeram em 2016.

A atriz Sonia Braga, que havia marcado presença naquele ano e que também está no elenco da nova produção, tampouco compareceu. Teve compromissos em Nova York. O restante do elenco, contudo, veio em peso, incluindo Silvero Pereira, um dos mais fotografados, trajando um vestido longo. 

 

"Bacurau", terceiro longa da carreira de Kleber, se passa numa cidadezinha do sertão que passa a ser palco de acontecimentos inusitados após a morte da matriarca da cidade, interpretada por Lia de Itamaracá. 

É a segunda vez que o diretor pernambucano compete pela Palma de Ouro, mais importante prêmio do cinema de arte.

Na primeira vez, com "Aquarius", sua passagem ficou bastante conhecida sobretudo pelo ato anti-impeachment de Dilma Rousseff encampado pela equipe do filme. 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.