Conheça o legado cinematográfico de Franco Zeffirelli

Cineasta morreu neste sábado (15), aos 96 anos

São Paulo

Com mais de 20 filmes no currículo, o cineasta italiano Franco Zeffirelli, que morreu neste sábado (15) aos 96 anos, era considerado o último de uma geração consagrada que surgiu na Itália após a Segunda Guerra Mundial e incluía Federico Fellini, Luchino Visconti e Vittorio de Sica.

Mais reconhecido pelo público do que pela crítica, fez três adaptações bem-sucedidas de clássicos do dramaturgo in​glês William Shakespeare como "A Megera Domada" (1967), "Romeu e Julieta" (1968) e "Hamlet" (1992).

Além de "Romeu e Julieta", emplacou outro romance trágico que teve grande apelo junto ao público jovem no começo dos anos 1980, "Amor sem Fim". O diretor trabalhou ao longo da carreira com nomes como Elizabeth Taylor, Brooke Shields, Mel Gibson, Glenn Close, Jon Voight, Charlotte Gainsbourg, Cher, Judi Dench, Maggie Smith e Olivia Hussey.

Confira abaixo alguns dos filmes dirigidos pelo italiano. 

​​A Megera Domada (1967) 
Considerada uma das primeiras comédias escritas por Shakespeare, a obra foi adaptada para o cinema com Elizabeth Taylor e Richard Burton nos papéis de Katharina e Petruchio e foi indicada ao Oscar nas categorias de melhor figurino e direção de arte.

Romeu e Julieta (1968) 
A adaptação da história de amor mais conhecida do mundo, também de autoria de Shakespeare, é considerada a versão cinematográfica definitiva. Protagonizada por Leonard Whiting e Olivia Hussey, é o maior sucesso de crítica e público de sua carreira -- foi indicada ao Oscar nas categorias de melhor filme, direção, fotografia e figurino e venceu nas duas últimas.

Irmão Sol, Irmã Lua (1972) 
O filme foca na juventude de são Francisco de Assis, quando era um rapaz mais interessado em mulheres e vinhos, até descobrir sua vocação.

Jesus de Nazaré (1977)
Com Robert Powell no papel de Jesus Cristo, a megaprodução ítalo-britânica foi exibida em formato de minissérie dividida em duas partes e levou quatro anos para ser gravada.

O Campeão (1979) 
O remake do filme de 1931 dirigido por King Vidor conta a emocionante história de um boxeador aposentado que volta à ativa para ajudar a sua família.

Amor sem Fim (1981)
Romance adolescente açucarado e trágico que fez sucesso na época, principalmente pela presença de sua protagonista, a teen Brooke Shields.

Hamlet (1990)
Co-produzido por Estados Unidos, Inglaterra e França, a terceira obra de Shakespeare levada aos cinemas pelo diretor é protagonizada por Mel Gibson e Glenn Close, que dão vida a Hamlet e Gertrude. O filme foi indicado ao Oscar nas categorias de direção de arte e figurino, mas não levou nenhuma estatueta.

Chá com Mussolini (1999) 
Com grande elenco feminino, que incluía Cher, Judi Dench, Maggie Smith, Joan Plowright e Lily Tomlin, essa comédia dramática mostra um grupo de mulheres que debate sobre política às vésperas da Segunda Guerra em Florença, cidade natal de Zeffirelli.

Callas Forever (2002)
O último longa dirigido por Zeffirelli retrata os derradeiros anos da cantora lírica Maria Callas, sua grande amiga.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.