Montagem de 'Mãe Coragem' tem tradução inédita com embocadura do português

Realizado por Marcos Renaux, transposição para o português foi feita em diálogos com o elenco

Mãe coragem
Bete Coelho em cena da peça 'Mãe Coragem', com direção de Daniela Thomas - Lenise Pinheiro
Gustavo Fioratti
São Paulo

O espetáculo “Mãe Coragem”, que estreia nesta terça (11) com direção de Daniela Thomas no Sesc Pompeia, traz tradução inédita, não publicada, assinada por Marcos Renaux.

Não é um detalhe. A transposição para o português da obra em alemão, que é uma das mais conhecidas de Bertolt Brecht, seguiu um processo pouco comum entre pares de profissão de Renaux. 

Em vez de fazer a tradução em casa ou no escritório, ele trabalhou próximo do elenco, injetando à sua escrita o que chama de “embocadura”, um termo usado por atores e diretores, mesmo para obras escritas em português, que se refere à sonoridade. Ao espectador, os diálogos parecerão o mais natural possível.

“Às vezes fico na coxia ouvindo os atores. E é impressionante como, mesmo falando em português, a Bete [Coelho, protagonista da peça] parece uma atriz alemã em cena”, diz o tradutor. 

Coelho interpreta uma mulher de moralidade duvidosa e que encontra uma forma de lucrar com a extensa Guerra dos 30 anos, travada durante o século 17. Em sua trajetória, porém, ela acaba vendo seus três filhos serem mortos.

Além de Coelho, estão no elenco a Luisa Renaux, filha do tradutor, Ricardo Bittencourt e Murilo Grossi.
 

Mãe Coragem

  • Quando 11/6 a 21/7. De ter. a sáb.: às 20h30. Dom.: às 18h30.
  • Onde Sesc Pompeia, rua Clélia, 93.R$ 12 a R$ 40. 12 anos
  • Preço R$ 12 a R$ 40
  • Classificação 12 anos.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.