Aos 15 anos, Casa do Saber trará palestras sobre Raul Seixas e filósofas mulheres

FHC, Haddad, Doria, Gilmar Mendes, Jô Soares e Lygia Fagundes Teles são alguns dos nomes que já passaram pelo espaço

Manoella Smith
São Paulo

Em 2004, um grupo de amigos começou a se reunir para beber vinho e discutir filosofia. “Os encontros fizeram sucesso, cresceram e então nasceu a ideia de fazer disso uma instituição”, conta Mario Vitor Santos, um desses jovens que, há 15 anos, fundava a Casa do Saber. 

Unidos até hoje, todos os oito fundadores continuam sócios da instituição que oferece cursos, debates e oficinas em São Paulo e no Rio de Janeiro. Mas o espaço não se restringe só ao debate filosófico e busca temas “contemporâneos que geram ansiedade e curiosidade”, diz Santos, que também é diretor-executivo e cuida da curadoria do espaço. 

“Já discutimos reforma da Previdência com três economistas com visões distintas, para trazer um debate plural.”

Retrato de Mario Vitor Santos, fundador da Casa do Saber - Marcelo Pereira/Folhapress

Ele afirma que, em um cenário tão polarizado, “mais do que nunca é necessário desenvolver a reflexão com tolerância e diversidade cultural”. 

Fernando Henrique Cardoso, Fernando Haddad, João Doria, Gilmar Mendes, Jô Soares e Lygia Fagundes Teles são alguns dos nomes que já passaram pelo espaço.

Mas depois de 15 anos, um dos desafios da instituição é chamar novos tipos de públicos. “Queremos atrair jovens e democratizar conhecimento para classes menos favorecidas”, diz Santos. Para isso, a instituição hoje aposta em um canal no YouTube e em um aplicativo onde é possível acompanhar 
cursos e conteúdo exclusivo. 

Para o segundo semestre, a Casa do Saber terá uma programação sobre Raul Seixas, uma conferência com o historiador francês Roger Chartier e um curso sobre a trajetória de filósofas mulheres, desde a Grécia antiga até Judith Butler, ministrado por Marilena Chauí e outras pensadoras. 

Para comemorar seus 15 anos, a Casa do Saber vai fazer uma festa neste sábado (17) para convidados, em sua unidade na capital paulista.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.