Maior sucesso de Agatha Christie não é unanimidade

"E Não Sobrou Nenhum" não conta com os famosos personagens da autora

São Paulo

É curioso que o livro mais vendido de Agatha Christie não traga seus bem sucedidos personagens recorrentes, como Hercule Poirot e Miss Marple. “E Não Sobrou Nenhum”, com mais de 100 milhões de exemplares, figura como o sexto livro de ficção mais vendido no mundo.

Volume número 12 da Coleção Folha O Melhor de Agatha Christie, nas bancas no próximo domingo (11),foi lançado em 1939 e ficou conhecido por gerações de brasileiros como “O Caso dos Dez Negrinhos”. O nome veio do título original no Reino Unido, “Ten Little Niggers”, tirado de uma música tradicional para crianças.

Anna Maxwell Martin e Noah Taylor na série ‘E Não Sobrou Nenhum’
Anna Maxwell Martin e Noah Taylor na série ‘E Não Sobrou Nenhum’, inspirada no livro homônimo - Divulgação

Nos Estados Unidos, onde apalavra “nigger” já tinha conotação pejorativa nos anos 1930, a editora publicou com o título “And Then There Were None”. Como crescimento da orientação politicamente correta, o nome foi mudando gradativamente em vários países. No Brasil, neste século começou a ser publicado como “E Não Sobrou Nenhum”.

Na trama, oito pessoas são convidadas para a mansão de U.N.Owen. Apesar de nenhuma delas conhecer o anfitrião, elas aceitam porque a propriedade fica numa ilha bela e badalada na costa britânica.

Lá, recebidos por um casal de empregados, são informados que Owen ainda não chegou. Na mesma noite, ao jantar, um gramofone dispara, em alto volume, acusações a todos os convidados (e aos empregados), supostamente envolvidos em vários crimes.

Sem contato algum com o mundo fora da ilha, porque o barco que deveria buscá-los não aparece, assassinatos misteriosos começam a acontecer, e uma um os convidados vão morrendo.

Considerar “E Não Sobrou Nenhum” o melhor livro de Agatha Christie não é uma unanimidade. Alguns preferem “Assassinato no Expresso Oriente”, outros apostam em “O Assassinato de Roger Ackroyd”. Como todos fazem parte da Coleção Folha, cada leitor pode escolher seu favorito

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.