Em rede social, Regina Duarte condena censura de Marcelo Crivella à Bienal do Rio

Apoiadora de Bolsonaro, atriz já havia se manifestado após declarações do governo sobre filmes nacionais

Gabriel Rigoni

A atriz Regina Duarte condenou a tentativa de censura do prefeito do Rio, Marcelo Crivella, à Bienal do Livro. 

Na manhã deste sábado (7), postou no Instagram a imagem do beijo dos super-heróis gays da Marvel, alvo dos ataques do prefeito carioca, e complementou com a legenda: "Amor...né, prefeito ? ❤️ Agora...e os exemplos de violência, as vinganças, os derramamentos de sangue, assassinatos...isso continua podendo mostrar...?".

A atriz Regina Duarte discursa em protesto pró-Bolsonaro na Avenida Paulista
A atriz Regina Duarte discursa em protesto pró-Bolsonaro na Avenida Paulista - Kevin David/A7 Press/Folhapress

Na noite de quinta-feira (5), Crivella, anunciou em seu Twitter que censuraria a HQ "Vingadores - A Cruzada das Crianças", que estava sendo vendida no evento. A história em quadrinho traz dois homens se beijando —o que Crivella considera pornografia e, portanto, atentaria contra o Estatuto da Criança e do Adolescente.

Apoiadora do governo de Jair Bolsonaro, a atriz Regina Duarte também havia se manifestado rede social quando o presidente transferiu o Conselho Superior do Cinema (CSC) da estrutura do Ministério da Cidadania para a Casa Civil. Na ocasião, Bolsonaro havia afirmado que não podia "admitir que façam filmes como o da Bruna Surfistinha".

"A #arte é livre. #livre. Denunciado o conteúdo, a meu ver, o consumidor escolhe como lidar com a obra:
recusar, engolir, vomitar e divulgar para o bem e para o mal", postou a atriz em 19 de julho.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.