Robert Frank, um dos fotógrafos mais influentes do século 20, morre aos 94 anos

Nascido na Suíça, se mudou para os EUA, onde desenvolveu 'The Americans', sua mais famosa série

São Paulo

Considerado um dos fotógrafos documentais mais influentes de todos os tempos, Robert Frank morreu nesta segunda-feira (9), no vilarejo em que vivia no Canadá, aos 94 anos.

Frank nasceu na Suíça mas se mudou para os Estados Unidos, onde desenvolveu seu mais famoso trabalho, o fotolivro “The Americans”. 

foto branco e preto com um homem que tira uma fotografia
O fotógrafo Robert Frank - Divulgação

Em 1955, ele deixou Nova York, onde vivia, e dirigiu um Ford usado pelos Estados Unidos, fotografando os americanos que ele dizia invisíveis –crianças, negros, brancos, políticos, pobres e ricos.

Publicadas em 1958, as 83 imagens de “The Americans” viraram um marco da fotografia. Os retratos de Frank romperam com a imagem idealizada da nação americana e mostraram suas próprias contradições. A publicação também trouxe um prefácio escrito por Jack Kerouac, autor de “Na Estrada”.

O IMS (Instituto Moreira Salles), na avenida Paulista, numa de suas mostras inaugurais, trouxe a série clássica de “The Americans”, em 2017.

Erramos: o texto foi alterado

Versão anterior trazia um erro na na data da morte do fotógrafo. Ele morreu nesta segunda-feira (9). A informação já foi corrigida.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.