Morre aos 71 anos a colecionadora e socióloga Evelyn Ioschpe

A presidente da Fundação Iochpe e seu marido entregaram 300 obras em comodato à Pinacoteca neste mês

São Paulo

Uma das grandes colecionadoras de arte do país, Evelyn Ioschpe morreu, neste domingo (24), aos 71 anos. Socióloga e jornalista, ela era presidente da Fundação Iochpe, cujo foco são projetos de educação e qualificação profissional de jovens, e ainda comandava o Instituto Arte na Escola. A causa da morte não foi divulgada.

Ela e seu marido Ivoncy Ioschpe tinham acabado de entregar, em comodato, 300 obras de artistas modernos e contemporâneos brasileiros para a Pinacoteca de São Paulo. A cerimônia de assinatura aconteceu em um evento na Pinacoteca na quarta-feira (13).

mulher com fundo vermelho
A socióloga e jornalista Evelyn Ioschpe, em foto de 2003 - Luana Fischer/Folhapress

Entre as obras cedidas pela Coleção Ioschpe, está um conjunto de retratos e autorretratos de artistas como Ismael Nery, Flávio de Carvalho, Djanira e Portinari.

Ela deixa o marido, dois filhos e netos. 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.