Descrição de chapéu Cinema Televisão

Filmes e séries estrangeiras filmadas em SP poderão ter reembolso de até 30%

Programa da Spcine também oferecerá apoio financeiro a roteiros internacionais que incluam a cidade na narrativa

São Paulo

A Spcine, empresa municipal que desenvolve o audiovisual na cidade de São Paulo vinculada à prefeitura, anunciou, nesta terça (3), a criação de um programa de incentivo a filmagens internacionais na capital paulista.

A iniciativa foi apresentada no Festival Ventana Sur, em Buenos Aires, pela presidente do órgão, Laís Bodanzky. Ela propõe restituir de 20% a 30% do valor investido por produções estrangeiras na cidade, desde que tenham gasto ao menos US$ 500 mil (cerca de R$ 2,1 milhões) por meio de uma produtora local.

Longas, animações, séries e obras publicitárias rodadas parcial ou integralmente na capital paulista poderão solicitar o reembolso. O mesmo vale para as produções nacionais que tenham grande potencial internacional.

Além disso, o programa também oferece financiamento parcial de produções internacionais cujos roteiros incluam São Paulo na narrativa de alguma forma, mesmo que a cidade não sirva de locação ou de base de produção.

Uma segunda iniciativa voltada para o mercado internacional também foi anunciada no Ventana Sur. É um edital de pós-produção no valor de US$ 120 mil (cerca de R$ 500 mil). Longas e animações podem concorrer ao prêmio, que dará US$ 40 mil (R$ 168 mil) a uma produção brasileira e R$ 80 mil (R$ 336 mil) a duas produções latino-americanas —metade da quantia para cada uma. A publicação do edital está prevista para o primeiro semestre do ano que vem.

Uma reportagem da Folha publicada em junho deste ano revelou que o número de produções estrangeiras rodadas em São Paulo mais que dobrou entre 2016 —ano em que a São Paulo Film Commission, responsável por esse tipo de incentivo, iniciou os trabalhos— e o ano passado.

Foram 6 há três anos, que subiram para 10, em 2017, e depois para 18, no ano passado.

Até junho de 2019, sete produções estrangeiras já pisaram em solo paulistano, como as séries "Sense8" e "Black Mirror", do Netfix. Em agosto, foi a vez da série “Conquest”, produzida por Keanu Reeves, que provocou um apagão que assustou moradores do entorno do Vale do Anhangabaú, no centro paulistano.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.