Bafta, o Oscar britânico, culpa indústria por falta de diversidade entre indicados

Academia por trás do prêmio se defende por ausência de negros nas categorias de atuação

UOL

Representantes do Bafta, principal premiação do cinema britânico, se mostraram decepcionados com a presença apenas de atores brancos nas indicações anunciadas hoje em Londres. Porém, a situação é vista pela academia britânica como um reflexo de problemas na indústria cinematográfica.

"Gostaríamos que houvesse mais diversidade nas indicações, mas isso continua sendo um problema em toda a indústria", disse a diretora de premiação do Bafta, Emma Baehr, em entrevista à revista Variety.

"Gostaríamos de ver indicações mais diversas e trabalharemos para impulsionar mais o setor. Mas isso não deve desmerecer aqueles que foram indicados este ano", completou.

Prêmio BAFTA
Prêmio BAFTA - Divulgação

Já o presidente do comitê de cinema do Bafta, Marc Varuelson, disse ser "irritante a falta de diversidade nos nomeados por atuações".

"É uma frustração que o setor não esteja se movendo tão rápido quanto certamente toda a equipe do Bafta gostaria", completou, em declaração à revista Variety.

A falta de diversidade nas indicações fez com que a hashtag #BaftasSoWhite (Bafta tão branco) aparecesse entre as mais usadas na manhã desta terça no Twitter. O Bafta enfrentou críticas semelhantes em 2017 e, no ano passado, prometeu agir para conseguir mudanças profundas.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.