Descrição de chapéu DeltaFolha

Billie Eilish, vencedora do Grammy, tem as músicas mais melancólicas entre hits mundiais

Análise considera métricas das 37 músicas lançadas ano passado que chegaram ao top 200 em 51 países

colagem com fotos de Billie Eilish

Billie Eilish AFP/Getty Images/Folha

Daniel Mariani Diana Yukari
São Paulo

A jovem cantora Billie Eilish foi a grande vencedora do Grammy no domingo (26) fugindo do que vinha se consagrando no pop mundial. As músicas da ganhadora das quatro principais estatuetas são melancólicas, pouco agitadas.

Canções que chegam ao topo em muitos países ao mesmo tempo tendem a ser alegres e com muita energia, como as das bandas sul-coreanas de K-pop ou da cantora Kate Perry. A análise da Folha considera os dados do Spotify

A cantora americana, de 18 anos, foge do padrão da alegria. A reportagem identificou 37 músicas lançadas ano passado que entraram no top 200 diário em todos os 51 países considerados (que incluem grandes mercados, como EUA, Europa, Brasil e Japão).

Seis desses grandes hits mundiais são de ​Billie Eilish –e as seis canções dela estão entre as menos energéticas e com menos valência (alegria), segundo as métricas do Spotify.

"Não escrevemos um discurso, porque nunca imaginávamos que ganharíamos algo. Fizemos um álbum sobre depressão, pensamentos suicidas, mudanças climáticas", disse  Finneas O'Connell, produtor do disco de  Eilish e irmão dela, ao receberem o prêmio de álbum do ano. 

Para quem não conhece as músicas de 2019 que chegaram ao topo, pode ajudar uma comparação com as canções dos Beatles (que tem um repertório que vai do muito alegre ao muito melancólico).

As músicas de Billie Eilish se parecem com "Julia" nessas métricas do Spotify. Já o K-pop e Kate Perry estão mais próximos do clima de "Love me Do".

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.