Descrição de chapéu Cinema

Mulheres são destaque na programação do Festival Sundance de Cinema

Artistas do sexo feminino dirigiram 44% dos 118 longas exibidos no evento, que teve início nesta quinta-feira (24)

Sarah Mills
Park City (EUA) | Reuters

As mulheres estão na vanguarda do Festival Sundance de Cinema deste ano, que teve início nesta quinta-feira (24) na cidade americana de Park City, no estado de Utah. Isso acontece em meio a ausência de diversidade entre indicados a premiações de Hollywood.

Mulheres dirigiram 44% dos 118 longas a serem exibidos no festival e, no ano passado, comandaram 40% da seleção oficial.  

Na cerimônia do Oscar, marcada para 9 de fevereiro, não há diretoras indicadas, e histórias contadas por ou sobre homens dominam a categoria de melhor filme.

“É parte de uma tendência no Sundance. Ao longo da última década, o festival se empenhou em ser uma plataforma para cineastas mulheres e sub-representados de todas as classes, e acho que isso é uma continuação desse esforço”, disse Brent Lang, diretor-executivo de cinema e mídia na revista Variety.

 

Ganhadora do Emmy, a diretora Lana Wilson abrirá o Sundance com seu documentário “Taylor Swift: Miss Americana”, da Netflix, que promete um “olhar cru e emocionalmente revelador” sobre a estrela do mundo pop.

As plataformas de streaming esperam usar o festival para gerar expectativa em torno de seus catálogos.

Além do filme sobre Swift, os títulos da Netflix incluem “Crip Camp”, projeto adquirido pela Higher Ground Productions, de Barack e Michelle Obama, que apresenta a história de um acampamento para adolescentes deficientes.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.