Bolsonaro diz que José de Abreu está massacrando Regina Duarte

'Não vi ninguém, das feministas e da esquerda festiva que temos, falando nada', afirma o presidente

Brasília

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira (5) que o ator José de Abreu está massacrando a futura secretária de Cultura do governo, a atriz Regina Duarte. 

"Na política você tem que ter um pouco de maldade. Na política você entrou num liquidificador. Tem um ator aí batendo nela [Regina], falando palavras impronunciáveis. E não vi ninguém, das feministas e da esquerda festiva que temos, falando nada. [Ele] está massacrando uma senhora que tem um passado aí que nos orgulha a todos", disse Bolsonaro, na saída do Palácio da Alvorada. 

Bolsonaro se referiu a declarações de José de Abreu, embora não o tenha citado nominalmente. 

Regina Duarte aceitou assumir a secretaria de Cultura no último dia 29. Ela substituirá Roberto Alvim, que foi demitido por Bolsonaro após publicar um vídeo em que parafraseia um ministro da Alemanha nazista. 

José de Abreu tem criticado Regina por ter entrado no governo Bolsonaro.

Em uma postagem no Twitter, ele afirmou por exemplo que iria “desmascarar” a atriz: “Lembra de quantos gays lhe tiraram rugas? Coloriram seus cabelos brancos? Criaram figurinos para esconder suas banhas?” Ele foi acusado de ser machista e misógino pelo conteúdo das suas publicações.

Mesmo com as críticas, o ator reagiu e disse que não dá para respeitar quem apoia Bolsonaro. "Fascista não tem sexo”, afirmou. “Vagina não transforma uma mulher em um ser humano.” 

Questionado sobre quando a nomeação de Regina se concretizará, Bolsonaro disse que não há pressa. 

"Ela tem um acerto com a Globo ainda. A gente está conversando, não tem pressa não. Se fizer correndo as coisas, não dá certo. Quero o bem dela, é uma pessoa que tem um coração muito grande", disse o presidente. 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.