Descrição de chapéu
Televisão Maratona

Gwyneth Paltrow aborda superficialmente prazer feminino em série

Espectador não tem como avaliar a veracidade do que está sendo mostrado, nem como acreditar completamente

Goop Lab com Gwyneth Paltrow

  • Quando Disponível
  • Onde Netflix

Gwyneth Paltrow está deitada na maca de uma dermatologista, enquanto a médica tira seu sangue. Em seguida, bota o frasco com o líquido vermelho em uma espécie de centrífuga e então começa a fazer pequenos furinhos no rosto da atriz e a injetar partículas de seu próprio sangue. É o “tratamento facial do vampiro”.

Em outro episódio de “Goop Lab com Gwyneth Paltrow”, um grupo da equipe da Goop viaja para a Jamaica para tomar chá de cogumelo. E, em mais outro, uma turma de funcionários da marca da atriz viaja para Lake Tahoe para encontrar o guru Wil Hof, que ensina uma técnica de respiração que faz com que não se sinta frio. Depois de ensinada a técnica, todos saem na neve e mergulham na água gelada.
Se tudo parece um pouco estranho é porque é mesmo para ser assim. Já no trailer, as duas protagonistas (Paltrow e sua editora-executiva, Elise Loehnen) afirmam que a ideia da série é testar os tratamentos mais exóticos e amedrontadores para a “otimização do ser”. Em cada episódio de meia hora, um tema, um “especialista” e uma experiência.

Os funcionários da marca da atriz servem de ratos de laboratório, enquanto a Netflix parece reservar para si o direito de fazer uma grande propaganda da Goop. Não tem uma experiência que dê errado, não tem um tratamento cujos efeitos não sejam magníficos. E olha que a empresa já foi multada por vender um ovo de jade para carregar dentro da vagina.

No momento mais absurdo, uma médium quer convencer a editora de gastronomia do site da empresa de que consegue se comunicar com os antepassados dela. A menina está cética e parece que, finalmente, alguma coisa não vai ter o resultado esperado. Não é o que acontece.

Outra coisa que incomoda é que os especialistas todos vão até Paltrow e sua editora-executiva. As entrevistas são feitas no mesmo cenário, uma sala de estar na frente do escritório da atriz. Tem outros momentos em que os especialistas falam durante a experiência, mas nenhum escapa da sala.

Paltrow participa só das experiências que quer, aquelas que dão a impressão de que ela faria de qualquer maneira como parte de sua eterna busca de saúde, beleza e bem-estar. Além do tratamento facial do vampiro, ela faz uma dieta radical de cinco dias em que começa comendo 800 calorias e vai diminuindo. A tese é que a restrição de calorias e uma mudança na dieta tiram anos da nossa idade biológica.

Não é que não dá vontade de fazer alguns dos tratamentos da docussérie, porque isso dá. E como seria
bom que um procedimento rápido resolvesse as coisas. Mas nada no documentário convence 100%, porque o espectador não tem como avaliar a veracidade do que está sendo mostrado, nem como acreditar completamente.

A única experiência que dá para observar a mudança entre o antes e o depois é um orgasmo que a assistente de uma especialista tem durante uma sessão de masturbação com dois tipos de vibradores. Parece bem real, mas vai saber. É meio rápido...

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.