Descrição de chapéu Artes Cênicas Coronavírus

Com exceção de 'Farm Fatale', todos os espetáculos da MITsp são cancelados

Decisão vem após prefeitura anunciar a suspensão de seus equipamentos culturais

Guilherme Henrique
São Paulo

Com exceção de “Farm Fatale”, todos os espetáculos da Mostra Internacional de Teatro foram cancelados, nesta sexta (13), após a Prefeitura de São Paulo anunciar a suspensão, por tempo indeterminado, de todos os eventos em seus equipamentos culturais. A decisão é uma resposta à pandemia do coronavírus.

No total, oito espetáculos que tinham exibições programadas neste fim de semana não acontecem mais. A organização ainda tenta encontrar um local para “Burguerz”, atração internacional que seria apresentada no Centro Cultural São Paulo.

Eles se juntam à “Sopro”, uma das peças mais esperadas do evento, que já havia sido cancelada pelos organizadores. “Farm Fatale” ainda continua porque acontece no Sesc Vila Mariana que, até o momento, mantém suas atividades, assim como o resto das unidades.

A peça "Sopro", de autoria do dramaturgo e cenógrafo português Tiago Rodrigues, tinha exibições programadas a partir desta sexta (13) e no fim de semana, no teatro Sesi, na avenida Paulista.

Desde a última quinta-feira (12), no entanto, os organizadores sabiam que o local não poderia receber o espetáculo, já que a Fiesp suspendeu todas as atividades culturais do Centro Cultural Fiesp. Apesar da busca, não foi possível encontrar um novo espaço para a exibição da peça.

Criada especialmente para o Festival de Avignon, um dos mais renomados do mundo, em 2017, "Sopro" retrata a vida de Cristina Vidal, que há mais de quatro décadas trabalha como ponto, soprando nos ouvidos dos atores as falas que por vezes são esquecidas durante uma apresentação. Seria a primeira encenação da peça no Brasil.

Com quase duas horas de duração e cinco atores no palco, além da própria Vidal, Tiago Rodrigues tece um fio poético ao misturar ficção e realidade em um texto povoado por clássicos da dramaturgia, como "O Avarento", de Molière, "Três Irmãs", de Anton Tchekhov, e "Antígona", de Sófocles.

Na última semana, em conversa com a Folha, Cristina Vidal, que vem ao país pela terceira vez na carreira, alegou certo cansaço com a longa viagem, mas disse estar feliz por trazer o espetáculo ao país.

Os cancelamentos significam mais um baque em uma semana complicada para eventos culturais no Brasil e no mundo. Além desta peça, o Festival de Curitiba, que estava agendado para este mês, foi reprogramado para setembro. A SP-Arte, maior feira de arte do país, adiou sua 16ª edição, marcada para 1º a 5 de abril.

Outros eventos, como a São Paulo Fashion Week e o Lollapalooza também foram afetados pelo coronavírus.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.