Descrição de chapéu Cinema

Ancine vai destinar recursos para socorrer cinemas impactados por coronavírus

Agência vai usar verba do Fundo Setorial do Audiovisual e abrir linhas de empréstimo junto ao BNDES

São Paulo

A Ancine aprovou, em reunião nesta quarta (22), a destinação de recursos do Fundo Setorial do Audiovisual para socorrer cinemas brasileiros impactados pela crise do coronavírus, assim como a criação de linhas de crédito junto ao BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) .

Desde o início da quarentena, em março, as salas de exibição estão fechadas por orientação dos governos estaduais, com objetivo de conter aglomerações e evitar a disseminação do vírus.

Reconhecendo o impacto da medida no faturamento das empresas, a agência propôs agora a criação de linhas de crédito em parceria com o BNDES, oferecendo empréstimos a empresas de audiovisual, de modo a manter seu giro de capital no período de fechamento.

Segundo o site especializado FilmeB, o montante do empréstimos pode chegar a R$ 400 milhões. Também foi proposta a suspensão temporária do pagamento de parcelas de obrigações contraídas antes da crise por empresas do setor junto ao BNDES.

Para exibidoras de pequeno porte, especificamente, foi autorizada a aplicação de recursos não reembolsáveis do fundo.

No começo da semana, a agência reguladora havia criado uma câmara técnica para estudar a melhor maneira de amparar os exibidores, que tiveram sua receita reduzida a quase zero devido ao fechamento das salas.

O governo federal tem sido criticado pela demora no anúncio de salvaguardas ao setor da cultura, um dos mais fortemente impactados pela crise, e a secretária Regina Duarte tem sofrido pressão de artistas. Só nesta quarta, após mais de um mês de pandemia, o Ministério da Cidadania publicou normativa para flexibilizar prazos para o setor.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.